Após julgamento, homem é condenado a mais de 8 anos de reclusão por homicídio em Miraguaí

Brigada Militar
Advogado Benhur Aurélio Formentini Nunes
ABC NOVO
SICREDI NOVO
WAGNER NOVO
INFE NOVO
tribunal do Júri da comarca de Tenente Portela esteve reunido na manhã desta terça-feira 6, para julgamento de ALMIRO BORGES DE SOUZA acusado de homicídio qualificado.
O crime teria ocorrido no dia 03 de março de 2019, por volta das 00hrs e 45min, no estabelecimento comercial Bar do Mauro, na Avenida Ijuí, Centro, no Município de Miraguaí/RS, o denunciado ALMIRO BORGES DE SOUZA, segundo acusação matou a vítima VANDERLEI MOREIRA.
Na ocasião dos fatos, o denunciado ALMIRO BORGES DE SOUZA, após breve discussão com a vítima VANDERLEI MOREIRA, afastou-se do mesmo e sacou o revólver, vindo a lhe desferir um disparo com a arma de fogo que atingiu o peito da vítima.
O disparo de arma de fogo desferido pelo denunciado ALMIRO BORGES DE SOUZA na vítima VANDERLEI MOREIRA, provocou-lhe ‘presença de ferida transfixante no lobo hepático esquerdo, laceração de braço e infiltração sanguínea na parede abdominal interna do lado esquerdo’, conforme laudo pericial do Inquérito Policial, o que levou a vítima a óbito.
O delito foi cometido por motivo fútil, uma vez que causado em razão de mera discussão que o acusado teve com a vítima momentos antes de lhe desferir um disparo de arma de fogo, o qual ocasionou óbito de VANDERLEI MOREIRA.
(…)”.
A instrução foi regularmente processada. Ao final, o digno magistrado admitiu a pretensão acusatória, para o efeito de pronunciar ALMIRO BORGES DE SOUZA como incurso nas sanções do artigo 121, § 2º, inciso II, do Código Penal
Homicídio qualificado por motivo fútil.
Inconformado com a decisão do Juízo de primeiro grau, qual seja, do Juiz da Vara Judicial da Comarca de Tenente Portela, por intermédio da Defensoria Pública foi apresentado recurso em sentido estrito e o Tribunal de Justiça decidiu por pronunciar o réu como incurso na sanção do art. 121 do CP, qual seja, homicídio, retirando a qualificadora do ato cometido.
Após mais de 2h de julgamento, o tribunal do Júri condenou ALMIRO BORGES DE SOUZA a mais de 8 anos de reclusão (regime fechado), pela morte de VANDERLEI MOREIRA.

Fonte: com informações de Valdemir Ribeiro do Nascimento | Rádio Municipal AM

Sellnet Telecom
Gráfica Ômega
Zanella
Farmácia Santa Inês
Brigada Militar
Advogado Benhur Aurélio Formentini Nunes
ABC NOVO
SICREDI NOVO
WAGNER NOVO
INFE NOVO
Sellnet Telecom
Gráfica Ômega
Zanella
Farmácia Santa Inês

Mais acessadas

Mais notícias

Preso tenta fugir do presídio enquanto estava em atendimento médico em São Luiz Gonzaga
Por volta das 17 horas desta terça-feira(20), houve uma tentativa...
Cotações dos produtos agrícolas (21/10/2020)
Confira os preços dos produtos agrícolas na ABC Agrícola de...
Incêndio consome escombros de antiga fábrica de óleos em Taquaruçu do Sul
A antiga fábrica de óleos de Taquaruçu do Sul voltou...
Braga: Encerra no fim do mês soma de notas fiscais com CPF para desconto do Bom Cidadão no IPVA 2021
Proprietários de veículos emplacados no Rio Grande do Sul, inscritos...
Criança de quatro anos se afoga em piscina em Frederico Westphalen
Um menino de quatro anos se afogou em uma piscina...