Até restos de caixão: Esse é o entulho que resulta do vandalismo no cemitério de Carazinho

ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
WhatsApp Image 2022-07-15 at 09.14.17
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
BANNERSANTAINESNOVO
mart
SICOOB-PlanoSafrafeed1080x1080
Foto Grupo Gazeta / Tiago Borges.

Quem foi até o cemitério municipal de Carazinho nesta semana ficou surpreso com restos de caixões numa pilha de entulhos de caixões no local onde antigamente era uma capela mortuária. Não só isso chama atenção, mas também os banheiros totalmente destruídos, sem a mínima condição de uso, mas com um mau cheiro insuportável.

A reportagem da Rádio Gazeta esteve no local no momento em que uma equipe da prefeitura fazia o conserto na caixa d´água, e o secretário municipal de Obras, Estevão De Loreno, participou do Lado a Lado Com a Notícia nesta quinta-feira (19) contando o que tem ocorrido no local. Segundo ele na quarta-feira desta semana foi concluído o trabalho de limpeza e roçada, bem como recolhido o lixo. Porém, o vandalismo é tanto que mal terminam de consertar o que foi estragado, e no outro dia está tudo danificado novamente.

‘Por exemplo esse vazamento na caixa d´água, pelo menos umas três vezes por semanas estamos indo lá reparar os canos, porque vão lá, quebram, pisam em cima dos canos, e também para consertar as torneiras quebradas, pelo simples prazer de ver a água indo embora’.

Quanto aos restos de caixões, De Loreno diz que sepulturas e lajes tem sido quebradas, em algumas são deixados sinais de que foram consumidas bebidas alcoólicas no local. A prefeitura, segundo ele, enfrenta um grande problema porque algumas das sepulturas não se sabe se os familiares ainda morram em Carazinho, se tem interesse em manter aquele espaÇÃO, e muitas estão praticamente abandonadas. ‘Providenciamos lajes para repor essas quebradas, e esses entulhos vão ser carregados nesta sexta (20) quando for aprontada a limpeza’.

Terceirização

O secretário contou que está evoluindo o trabalho da comissão formada por representantes da administração para terceirizar o cemitério municipal, com controle 24 horas, conforme o que exige a legislação para esse tipo de procedimento, e nos moldes do praticado em outras cidades como Não-Me-Toque. De Loreno diz que é dada a manutenção ‘que se pode’ mas que precisa haver a terceirização.

Para isso há etapas a serem cumpridas, como chamamento público a familiares que tem parentes sepultados no local, para que se manifestem se há interesse em manter e cuidar, e caso não haja interesse, que haja um ossário para receber os restos mortais. Paralelo a isso a prefeitura vai adquirir uma nova área, já que a do cemitério municipal está praticamente esgotada, de maneira que a empresa que ganhar a licitação poderá pensar na verticalização das sepulturas, num aproveitamento melhor dos espaÇÃOs.

Postada originalmente em: 2018-04-20 16:30:00

Categoria original: Polícia

Fonte: Portal Gazeta de Noticias

Compartilhe:

ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
WhatsApp Image 2022-07-15 at 09.14.17
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
BANNERSANTAINESNOVO
mart
SICOOB-PlanoSafrafeed1080x1080

MAIS LIDAS

SELLNET-300x158
zanella
farmsantinesnova
Roque_2021-300x266-1-seo