Com fiscalizações nas cidades, aglomerações se transferem para áreas rurais

Com o decreto de toque de recolher do governo do estado que prevê a proibição de funcionamento do comércio e aglomerações de pessoas entre as 22 horas e as 05 horas da manhã seguinte em vigor, a Brigada Militar, Policia Civil e fiscais municipais tiveram que trabalhar neste último final de semana na fiscalização do cumprimento das regras.

 

Em Tenente Portela os agentes passaram nos estabelecimentos comerciais na noite de sábado orientando os proprietários para o cumprimento das regras. Não houve resistência e em todos os locais os agentes foram atendidos.

 

A Brigada Militar teve que dispersar um grupo de pessoas que permaneceram em uma das praças no centro do município. O trabalho também ocorreu sem maiores problemas.

 

Na manhã de hoje, nossa reportagem recebeu relatos de pessoas, moradores de comunidade do interior, que informaram que durante a noite de sábado foi possível ouvir barulhos de músicas altas e de “arruaça” em alguns pontos, o que pode indicar que grupos se reuniram no interior dos municípios para evitar a fiscalização que ocorre na cidade.

 

Nossa reportagem recebeu informação de Cedro Marcado, interior de Derrubadas, Pedra Lisa na Terra Indígena do Guarita, Gamelinhas, interior de Tenente Portela e Sitio Langner, interior de Redentora.

 

A orientação aos moradores é para que contatem a Brigada Militar em caso de repetição desses atos, já que eles além de desobedecer ao decreto do estado, também atentam contra o sossego e a ordem pública.

 

FONTE: Jornal Província

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
Slider

MAIS LIDAS

Slider