(Confira Vídeo) Câmeras flagram mãe e companheira carregando mala com Miguel em Imbé, diz polícia

Foto: PC/Divulgação
Slider

A Polícia Civil divulgou, nesta terça-feira (17), imagens de câmeras de segurança que mostram a mãe do menino Miguel Rodrigues dos Santos, de sete anos, carregando uma mala por ruas da cidade de Imbé, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul. (Veja vídeo acima)

Segundo o delegado Antonio Carlos Ractz, o corpo do garoto estava dentro do objeto.

Nos trechos divulgados, Yasmin Vaz dos Santos Rodrigues, de 26 anos, aparece ao lado da companheira, Bruna Nathiele Porto da Rosa. A própria Polícia Civil ocultou os rostos das denunciadas nas imagens.

O delegado explica que as imagens são do intervalo entre 1h e 2h do dia 27 de julho. De acordo com Ractz, é a mãe que carrega o objeto durante todo o trajeto até o Rio Tramandaí.

Nesta terça-feira, o Ministério Público denunciou as indiciadas pelos crimes de tortura, homicídio e ocultação de cadáver. Os advogados de defesa de Yasmin e Bruna negam que elas tenham cometido o crime.

Detalhes do caso

 

As investigações apontam que Miguel foi dopado pela mãe em 28 de julho. Ela então colocou o corpo do menino em uma mala, que jogou no Rio Tramandaí. No dia seguinte, foi até a Delegacia de Imbé para registrar o desaparecimento da criança.

A Polícia desconfiou da versão e, ao ser questionada, Yasmin confessou ter jogado a criança.

A denúncia será analisada pelo Judiciário, e caso seja aceita, tornará as mulheres réus pelos três crimes.

Segundo o subprocurador-Geral de Justiça para Assuntos Institucionais do MP, Júlio César de Melo, o crime de tortura de pena prevê de 2 a 8 anos de reclusão, com possibilidade de aumentar em um terço, já que se trata de uma criança.

Já o crime de homicídio triplamente qualificado pode resultar em pena de 12 até 30 anos. E o de ocultação de cadáver, vai de 1 a 3 anos.

Manifestação da defesa de Yasmin

 

“Já era esperado que a denúncia fosse feita nestes moldes com estas imputações vamos fazer a resposta à acusação e Yasmin vai relatar tudo o que aconteceu para o magistrado quando do seu interrogatório! Yasmin se declara inocente!”

Manifestação da defesa de Bruna

 

“A denúncia de Bruna no caso não nos trás surpresa, todavia a imputação do MP de que ela deve ser julgada e condenada pelos crimes cometidos por Yasmin surpreende. A polícia produziu provas suficientes para que deixassem de acusar Bruna por diversos dos delitos ali indicados, inclusive da participação no homicídio do menino Miguel, mas estamos trabalhando para apontar todas essas provas em momento processual oportuno.”

CONFIRA VÍDEO:

Fonte: G1RS

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
Slider

MAIS LIDAS

Slider