De Porto Alegre a Montenegro: histórias de quem faz as doações chegarem a quem mais precisa

Depois de serem carregados bem cedo, no domingo (19/5), em Porto Alegre, os caminhões seguiram para mais uma entrega
ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
WhatsApp Image 2022-07-15 at 09.14.17
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
BANNERSANTAINESNOVO
mart
SICOOB-PlanoSafrafeed1080x1080

Em meio aos estragos provocados pelas enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul, a solidariedade e a dedicação humana são o contraponto do desastre. Para além dos números e de toda logística envolvida, também chamam a atenção as histórias de pessoas que vêm se dedicando nas últimas semanas a ajudar, movidas pela empatia e pelo dever cívico.

Em parceria com diversos órgãos municipais e estaduais, além de parceiros de entidades privadas, a Defesa Civil do Estado tem se desdobrado para garantir que as doações enviadas de todas as partes do Brasil possam chegar às mãos daqueles que precisam.

Na manhã do domingo (19/5), mais uma entrega saiu do Centro de Distribuição da Defesa Civil. Desta vez, com destino a Montenegro, na Região Metropolitana de Porto Alegre. No volante de um dos caminhões carregados com alimentos, produtos de higiene e de utilidade diária, o soldado Jean Moreto entrava na terceira semana de trabalho.

A viagem de aproximadamente duas horas é apenas uma pequena parte do processo para fazer com que as doações cheguem às pessoas. Ainda bem cedo, os caminhões começam a ser carregados e preparados para pegarem a estrada. Esse trabalho foi realizado por uma rede de servidores públicos e voluntários que, apesar das adversidades, continuam firmes em sua missão de ajudar.

No caminho entre Porto Alegre e a cidade de destino, Moreto falou sobre como é gratificante poder ajudar as pessoas afetadas pelas enchentes neste momento difícil pelo qual o Estado passa.

“Já estamos na terceira semana, trabalhando de domingo a domingo, longe da família, mas é gratificante chegar em um local e ver a alegria nos olhos das pessoas quando elas se deparam com o caminhão da Defesa Civil e se sentem seguras, acolhidas. Ver as crianças felizes, agradecendo, é uma satisfação pessoal. Por mais que doa a distância da família, poder ajudar as pessoas dessa forma é uma satisfação muito grande”, conta.

Há muitos dias dirigindo o caminhão de donativos, Moreto destaca o impacto emocional de ver as crianças se sentindo acolhidas e, mesmo em meio aos problemas, perceber que elas estão recebendo uma atenção necessária.

Entre as muitas histórias que vivenciou, Moreto relembra que ficou muito tocado quando, durante uma entrega, uma garotinha que havia sido resgatada perguntou se ele havia visto a mãe dela. “Por ter uma filha com idade próxima à daquela garota, a pergunta da criança me emocionou muito”.

Após serem descarregados no centro de distribuição da Defesa Civil municipal, os itens doados passam por uma nova separação e são destinados, com ajuda de outras secretarias municipais, para aqueles que mais precisam. Todo o processo busca atender as famílias o quanto antes.

A aposentada Maria Lisete é uma das pessoas que foram afetadas pela enchente em Montenegro. A casa dela e do filho foram invadidas pela água e ambos perderam todos os bens. Ela ressalta que as doações são muito importantes e ajudam quem teve a vida alterada pela tragédia.

“Nós ficamos muito felizes e gratos por tudo o que as pessoas têm feito por nós que fomos afetados. Toda doação de roupas e de alimentos ajuda muito, ficamos muito felizes pelo que todos estão fazendo”, afirmou.

O trabalho incansável da Defesa Civil e de todos os envolvidos é uma demonstração do poder da colaboração e do espírito comunitário. Em cada trajeto percorrido e em cada doação entregue reside a prova de que, com união e solidariedade, é possível superar as adversidades e reconstruir as vidas das pessoas e as comunidades.

Receba as notícias do Site OBSERVADOR REGIONAL no seu celular: CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo de WhatsApp

Doações

A campanha de doações continua, e a Defesa Civil do RS convoca todos a contribuírem. Cada gesto de generosidade fortalece a rede de apoio e leva alento a quem mais precisa. Em momentos de calamidade, a verdadeira força vem da empatia compartilhada.

Conforme são solicitados à Defesa Civil estadual, os itens são despachados para os municípios, que são responsáveis por fazê-los chegar às pessoas que mais precisam. Até o momento, o maior volume de itens (649.921) foi destinado aos 28 municípios do Vale do Taquari. Entre os que mais receberam itens estão: Porto Alegre (311.481), Canoas (163.275), Esteio (64.472), Eldorado do Sul (49.032) e Guaíba (35.655).

Informações sobre como ajudar estão disponíveis no site SOS Enchentes ou podem ser obtidas por meio de ligação para os seguintes números de atendimento:

  • 0800 205 5151 (para doações com carga acima de uma tonelada)
  • (51) 3210-4255 (para doações com carga abaixo de uma tonelada)

A contribuição de todos faz a diferença!

Receba as notícias do Site OBSERVADOR REGIONAL no seu celular: CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo de WhatsApp

Entrega de doações em Montenegro 2024. Cinco jovens descarregando donativos de um caminhão enquanto um integrante da DC observa ação.
Voluntários ajudam a descarregar as doações, que passarão por uma nova triagem antes de serem distribuídas em Montenegro – Foto: Jurgen Mayrhofer/Ascom SSPS

 

Texto: Thales Moreira/Secom RS
Edição: Rodrigo Toledo França/Secom RS

Compartilhe:

ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
WhatsApp Image 2022-07-15 at 09.14.17
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
BANNERSANTAINESNOVO
mart
SICOOB-PlanoSafrafeed1080x1080

MAIS LIDAS

SELLNET-300x158
zanella
farmsantinesnova
Roque_2021-300x266-1-seo