Delegado William Garcez alerta para o “golpe do cartão clonado” na região

Nos últimos dias chegou ao conhecimento da Delegacia de Polícia de Crissiumal a ocorrência de pelo menos dois casos envolvendo o “golpe do cartão clonado”.

Faço a presente divulgação para fins de alertar a comunidade, buscando orientar as pessoas para que não sejam vítimas de criminosos.

 

Como funciona o golpe:

O golpista faz contato com a vítima se apresentando como alguém do cartão de crédito alegando que houve uma compra duvidosa no cartão da vítima e solicita que esta confirme ou não a compra.

Como a vítima não reconhece esta compra, o golpista solicita que a vítima ligue para o 0800 que consta no verso do cartão para solicitar o cancelamento da compra e bloqueio do cartão. Neste momento, a vítima não percebe que o golpista continuou na ligação. Após “discar” para o 0800, o golpista coloca uma gravação como se fosse do banco.

Acreditando que está falando com uma pessoa da operadora do cartão, acaba fornecendo seus dados pessoais (nome completo, RG, CPF, data de nascimento e endereço para onde é encaminhada a fatura) e do cartão de crédito (número do cartão, nome como consta no cartão, data de vencimento da fatura, data de validade do cartão e código verificador – aquele de 3 dígitos no verso do cartão e senha).

Depois de obter estas informações, o suposto atendente do cartão informa que enviará uma pessoa (funcionário do banco ou motoboy que trabalhe para o banco) para recolher o cartão clonado. Com o cartão em mãos e todos os dados pessoais da vítima, os golpistas fazem compras em diversas lojas físicas ou sites.

 

Dica de Segurança:

Caso você receba alguma ligação de qualquer loja, instituição financeira ou administradora de cartão de crédito, dizendo que seu cartão foi clonado, ou querendo que você confirme alguma compra que você não tenha feito, procure a sua agência bancária ou faça contato com o seu gerente de conta. Jamais entregue o seu cartão a alguém.

Nenhuma Instituição Financeira ou administradora de cartões de crédito envia pessoas nas residências dos clientes para recolher cartões clonados.

 

 

Por fim, friso que detalhes de métodos investigativos não são divulgados, pois apenas beneficiariam os criminosos.

 

William Garcez, Delegado de Polícia.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

MAIS LIDAS

VÍDEOS

Mais notícias

I N V E J A
Se eu tivesse escrito o texto sobre inveja, antes...
Braga – Nolly e Helena: Uma história de 68 anos de amor e companheirismo
Há 68 anos, em 18 de abril de 1953,...
Chiapetta não deu trégua no combate a Covid-19 neste sábado (17)
A Administração Municipal de Chiapetta através da Secretaria Municipal...
Brigada Militar apreende adolescente em Santo Augusto com drogas
Na sexta-feira (16/04), às 17h00 policiais militares do 7º...
Brigada Militar flagra aglomerações em Crissiumal
Na noite de sexta-feira (16/04), policiais militares do 7º...