ESPAÇÃO PÊBLICO “VIROU MOTEL AO AR LIVRE”, EM MUNICÍPIO DA REGIÃO CELEIRO

ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
WhatsApp Image 2022-07-15 at 09.14.17
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
BANNERSANTAINESNOVO
mart
SICOOB-PlanoSafrafeed1080x1080
ESPAÇÃO PÊBLICO "VIROU MOTEL AO AR LIVRE", EM MUNICÍPIO DA REGIÃO CELEIRO
No último sábado, 14, durante o programa Tribuna Popular apresentado pelo jornalista Jalmo Fornari, um comentário anônimo feito por um morador nas imediaÇÕes do Bosque Municipal de Tenente Portela, chamou a atenção da comunidade para uma problemática de agravante antiga e que causa transtorno a estudantes, transeuntes e moradores daquele local. O relato mencionava que o Bosque, uma área ecológica urbana voltada para o lazer, estava sendo usada para encontros amorosos e usuários de drogas.
Em fevereiro deste ano, o popularmente conhecido “Pulmão da cidade , foi tema do JP pela polêmica causada sobre a carência de revitalização e iniciativas de participação da comunidade.
A denúncia do morador trouxe a toda a questão e fomos até o local conferir as afirmativas. Placas caídas em meio a vegetação, calçadas e bancos, porÇÕes de lixos e com notável ausência de manutenção periódica ainda é o cenário que se repete após quase dois meses posteriores a matéria.
Situado no centro da cidade, com área de 3.655,18 m², o Bosque é um espaÇÃO destinado ao lazer da comunidade e contato com natureza no perímetro urbano, ficando nas proximidades da Escola Ayrton Senna e Secretária de ServiÇÃOs Urbanos. Por medo, grande parte dos moradores entrevistados preferiram manter sua identidade anônima e afirmam que com revitalização precária e pouco incentivo para utilização como iluminação, guardas, atividades desportivas de integração, por exemplos, estão tornando o lugar um “motel a céu aberto e esconderijo para usuários de drogas e praticantes de aÇÕes delituosas.
A idosa Romilda Ganacini, 84 anos, apesar do apreÇÃO que sente em ver o bosque que ajudou a cultivar junto com sua família, fica aflita quanto a segurança de sua residência e de vizinhos do lugar. Ela relata que a pouco menos de 2 anos, após o descaso e abandono do bosque ficar mais sobressaltando e perceber alguns fatos ocorridos fizeram ela tomar decisões drásticas.
Atualmente, Romilda além de manter portões e janelas chaveadas contratou um guarda particular que passa todas as noites para averiguar a movimentação da sua rua.
Um morador relatou que ao levar sua cachorrinha para caminhar em uma tarde deste ano nas vias dentro do bosque, a pequena acabou encontrando um casal deitado aos “amassos em meio a vegetação em plena luz do dia. O susto fez com que o romance acabasse, porém, situaÇÕes deste tipo são bastante recorrente conforme afirma o morador, nos fins de tarde e finais de semana. Acrescenta enfatizando a preocupação com as crianças da instituição escolar que realizam ao ar livre atividades e podem acabar presenciando tais atos.
Outra moradora, que também optou por não ser identificada, diz estar indignada com a falta de segurança em frente sua residência. Ressalta que aos domingos e sábados, brigas, barulhos de facão, são ouvidos de dentro da mata. Além, constata que a dias em que cheiros fortes, aparentando ser de drogas, podem ser sentidos em alguns trechos. A solução, segundo a moradora, é a colocação de guarda ou até câmeras de videomonitoramento para pelo menos serem observadas as aÇÕes e coagidos as aÇÕes apontadas nesta matéria.
Porém a moradores que não sentem tanto com os supostos malefícios apresentados nos parágrafos acima. Uma moradora diz que ela e esposo não presenciaram o momento exato de nenhum dos fatos, mas defende em apoio aos vizinhos que precisaria de mais monitoramento.
A área de preservação de espécies nativas prometida como um ambiente natural com acesso e facilidades públicas para fins educacionais e de lazer em 1989 pela Lei Municipal No 165, DE 17/10/1989 e apresentasse, atualmente, em condiÇÕes precárias. A comunidade aguarda um retorno prático da administração e órgãos que possam solucionar os problemas. Com os novos debates vindos à tona, moradores de toda a cidade esperam mais iniciativas por parte do poder público e realização de investimentos para melhoria da questão.
Mais segurança, trafegabilidade de qualidade para crianças até idosos, limpeza periódicas são posicionamentos que amenizariam tais problemáticas e tornariam, realmente, o espaÇÃO em uma área de lazer para os cidadãos portelenses.

Postada originalmente em: 2018-04-20 15:30:00

Categoria original: Região Celeiro

Fonte: Sistema Província de Comunicação

Compartilhe:

ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
WhatsApp Image 2022-07-15 at 09.14.17
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
BANNERSANTAINESNOVO
mart
SICOOB-PlanoSafrafeed1080x1080

MAIS LIDAS

SELLNET-300x158
zanella
farmsantinesnova
Roque_2021-300x266-1-seo