Greve geral da Classe Trabalhadora está marcada para esta sexta-feira (14)

.

Cerca de 4,5 milhões de trabalhadores e trabalhadoras da educação pública devem parar no dia 14 de junho na Greve Geral da Classe Trabalhadora. O protesto é em defesa da educação pública e de qualidade, contra os cortes de verbas, pela aposentadoria e por mais empregos. A greve está sendo organizada pela CUT e demais centrais sindicais – CTB, Força Sindical, CGTB, CSB, Nova Central, CSP- Conlutas e Intersindical.

O presidente da CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação), Heleno Araújo, explica que nenhuma escola pública deste país vai funcionar – mas os alunos não serão prejudicados: “A categoria tem um compromisso histórico de lutar por direitos sem prejudicar os alunos e em todas as paralisaÇÕes se preocupa com um planejamento especial de reposição de aulas , ressalta.

Em mensagem gravada para todos os trabalhadores, Heleno Araújo pede para que os trabalhadores e as trabalhadoras que não vão à escola se reúnam com a comunidade escolar e expliquem os prejuízos causados pelo corte dos recursos da educação e na aposentadoria.

Postada originalmente em: 2019-06-13 08:52:11

Categoria original: Geral

Fonte: CPERS-Sindicato

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

MAIS LIDAS

VÍDEOS

Mais notícias

Motorista é flagrado transportando três bezerros dentro de Celta em SC
Um motorista foi flagrado ao transportar três bezerros dentro...
Acidente com morte é registrado na BR 158 em Júlio de Castilhos
Por volta das 05h45 desta terça-feira (20), no km...
Polícia Civil cumpre mandado de busca e apreensão no Noroeste do RS
A Polícia Civil através da Delegacia de Polícia de...
Mãe e dois filhos menores são mortos em incêndio criminoso em Santa Maria
Três pessoas morreram em um incêndio criminoso na madrugada...
Confira Vídeo – Carreta esmaga carro na BR-316; família inteira morreu
Cinco pessoas morreram no acidente: uma professora, o marido,...