Homem é preso após agredir morador de rua para mostrar aos amigos “como se mata uma pessoa” em Vacaria

ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
brigada-300x267
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
Site_392x442
PartiuSicoob_BannerSite_300x266px
WhatsAppImage2022-01-27at090302
BANNERSANTAINESNOVO
durstok
postedeatendimentosite

A pedido do MP (Ministério Público), um homem de 31 anos foi preso preventivamente por tentar assassinar um morador de rua no Centro de Vacaria, nos Campos de Cima da Serra.

O promotor Damasio Sobiesiak disse que o criminoso agiu com o “propósito exibicionista de mostrar aos amigos como se mata uma pessoa”, já que diferentes testemunhas relataram ter sido essa a intenção do acusado. A tentativa de homicídio ocorreu em 20 de fevereiro, na rua Marechal Floriano, às 5h20min.

“O representado agiu com crueldade manifesta e intensa maldade, agredindo com violência extrema uma pessoa completamente incapaz de se defender”, afirmou o promotor. O homem foi preso na semana passada.

Segundo Sobiesiak, a Brigada Militar foi acionada para comparecer ao Hospital Nossa Senhora da Oliveira na manhã do crime porque uma pessoa deu entrada no local em estado gravíssimo após ser agredida. O morador de rua apresentava fratura no crânio e hemorragia. Conforme testemunhas, ele foi “agredido gratuitamente”.

De acordo com os relatos de amigos do agressor, confirmados posteriormente por imagens de câmeras de vigilância, o criminoso disse que queria mostrar para eles como é que se mata uma pessoa, passando, em seguida, a desferir socos e chutes na vítima. O morador de rua estava sob efeito de álcool. Após cair no chão, ele foi chutado.

“Importante ressaltar que a necessidade da prisão preventiva está fundada na gravidade concreta do delito, na periculosidade manifesta do agente e no modus operandi do representado. Com efeito, o representado agrediu a vítima a socos e chutes, abandonando-a, posteriormente, em via pública, desacordada. As agressões deixaram a vítima em estado grave, com hemorragia no crânio. Nesse contexto, a necessidade da prisão cautelar está ampla e devidamente demonstrada”, fundamentou o promotor.

Fonte Jornal O Sul
Foto: MP-RS/Divulgação

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
brigada-300x267
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
Site_392x442
PartiuSicoob_BannerSite_300x266px
WhatsAppImage2022-01-27at090302
BANNERSANTAINESNOVO
durstok
postedeatendimentosite

MAIS LIDAS

SELLNET-300x158
zanella
farmsantinesnova
Roque_2021-300x266-1-seo