Homem é preso por roubar e abusar de mulheres em Vacaria a partir de encontros marcados pela internet

Ação conjunta da Polícia Civil gaúcha e catarinense prendeu suspeito de oito assaltos com estupro. Foto: Polícia Civil / Divulgação
ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
brigada-300x267
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
Site_392x442
PartiuSicoob_BannerSite_300x266px
WhatsAppImage2022-01-27at090302
BANNERSANTAINESNOVO
OBAOK
278875877_5073530309371253_7577404801244216723_n
WhatsApp Image 2022-05-12 at 09.02.05

Em uma ação conjunta com policiais catarinenses, a Polícia Civil de Vacaria prendeu um foragido considerado de alta periculosidade. O homem de 33 anos é investigado por três assaltos e estupros entre fevereiro e março desse ano. O suspeito estava com mandado de prisão em aberto pela Justiça de Pelotas por condenações de porte ilegal de arma de fogo, roubo e homicídio. O nome do preso não foi informado pela polícia em razão da Lei de Abuso de Autoridade.

A captura aconteceu em uma residência no Balneário Arroio do Silva (SC), ao amanhecer dessa terça-feira (19). A ação contou com nove policiais de Vacaria e outros 12 da delegacia de Araranguá (SC).

A Polícia Civil aponta que os roubos à mão armada possuíam um padrão. O suspeito procurava as vítimas em um site por meio do qual marcava e contratava encontros sexuais. No encontro, o criminoso rendia, amarrava e agredia as vítimas. Duas das três mulheres foram estupradas pelo assaltante.

Uma das vítimas foi agredida violentamente com coronhadas na cabeça e no rosto. Ela precisou ser transferida para um hospital em Caxias do Sul, onde permaneceu internada por vários dias. Segundo a Polícia Civil, a mulher ficou com sequelas físicas e emocionais do ataque.

Em um dos assaltos, o bandido encaminhou mensagem à mãe da vítima, utilizando o celular e fingindo ser a mulher rendida. Na mensagem, o criminoso pedia para a mulher ir até o encontro deles. Felizmente, a mãe não foi até o ponto marcado.

Ao longo das investigações, os policiais de Vacaria ficaram sabendo de outros cinco casos recentes e idênticos nos municípios catarinenses de Balneário Arroio do Silva e Araranguá. Estes casos estavam em investigação pela Polícia Civil catarinense. Em três deles, as vítimas também foram contatadas pelo mesmo site de acompanhantes que as mulheres vítimas em Vacaria.

Em um dos casos em Santa Catarina, semelhante a tentativa em Vacaria, a mãe de uma vítima respondeu a mensagem e foi até o encontro da filha. No local, também foi roubada e estuprada.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito é natural de Passo Fundo e possui uma vasta ficha policial naquela cidade, além de Vacaria e Pelotas. A investigação aponta que os crimes eram premeditados e utilizavam diversos meios para dificultar a investigação, como meios de comunicação e rotas alternativos. Sobre a personalidade do criminoso, a Polícia Civil destaca que o homem teria dito a uma das vítimas que as agressões eram um fetiche para ele.

Na ação dessa terça-feira, os policiais apreenderam uma pistola prateada, que foi descrita pelas vítimas dos assaltos investigados. O suspeito ficou recolhido em um presídio catarinense.

Receba as notícias do Site OBSERVADOR REGIONAL no seu celular: CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo de WhatsApp

Fonte: Gaúcha ZH

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
brigada-300x267
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
Site_392x442
PartiuSicoob_BannerSite_300x266px
WhatsAppImage2022-01-27at090302
BANNERSANTAINESNOVO
OBAOK
278875877_5073530309371253_7577404801244216723_n
WhatsApp Image 2022-05-12 at 09.02.05

MAIS LIDAS

SELLNET-300x158
zanella
farmsantinesnova