Imprensa argentina acusa Brasil de “papelão mundial” após ação da Anvisa

Slider

LANCE! – Depois da interrupção da partida entre Brasil e Argentina pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022, a imprensa argentina repercutiu a polêmica. O “Diario Olé”, principal jornal esportivo do país, chamou a atitude das autoridades brasileiras de “papelão” ao “pararem o jogo”.

– Neste domingo aconteceu um dos maiores papelões do futebol mundial. A Argentina estava jogando sua partida de qualificação contra o Brasil, após uma preparação quente, e após cinco minutos as autoridades sanitárias entraram em campo para levar os quatro jogadores argentinos que jogam na Premier League – disse o jornal.

– Incrível, mas real. Nunca vi que no meio do jogo um oficial de fora do jogo interviesse para parar tudo. Foi o que aconteceu com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Brasil (Anvisa): após as ações anteriores, os funcionários da agência entraram em campo com a ordem de deportar Emiliano Martínez, Giovani Lo Celso, Cristian Romero e Emiliano Buendía – completou.

De acordo com determinações da Anvisa, pessoas que tenham passado pelo Reino Unido 14 dias antes de entrarem no Brasil precisam cumprir uma quarentena. No sábado, o órgão estava investigando o caso, mas horas antes da partida neste domingo a Conmebol contornou a situação.

Brasil e Argentina jogaram apenas os quatro primeiros minutos da partida válida pela sexta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas até que o jogo fosse paralisado. Na sequência, depois de muita discussão, a Conmebol informou que a partida foi suspensa.

Receba as notícias do Site OBSERVADOR REGIONAL no seu celular: CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo de WhatsApp

Fonte e Foto: UOL

 

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
Slider

MAIS LIDAS

Slider