India enfrenta a onda de calor mais longa já registrada no país.

INDRANIL ADITYA/NURPHOTO/AFP/METSUL METEOROLOGIAA re.
ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
WhatsApp Image 2022-07-15 at 09.14.17
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
BANNERSANTAINESNOVO
mart
SICOOB-PlanoSafrafeed1080x1080

A onda de calor na Índia é a mais longa que já atingiu o país, informou nesta segunda-feira o principal especialista em clima do governo, ao alertar que as pessoas enfrentarão temperaturas cada vez mais opressivas.

Partes do Norte da Índia são assoladas por uma onda de calor desde meados de maio, com temperaturas acima de 45ºC. “É o período mais longo porque ocorreu durante cerca de 24 dias em diferentes partes do país”, disse o chefe do Departamento Meteorológico da Índia (IMD), Mrutyunjay Mohapatra, em entrevista ao diário Indian Express.

Espera-se que a temperatura caia à medida que as chuvas anuais das monções se desloquem para o Norte neste mês, mas Mohapatra alertou que o pior ainda está por vir. “As ondas de calor serão mais frequentes, duradouras e intensas, se não forem tomadas medidas de precaução ou prevenção”, afirmou.

A Índia é o terceiro maior emissor mundial de gases com efeito de estufa, mas comprometeu-se a alcançar uma economia com emissões líquidas zero até 2070 – duas décadas depois da maior parte do Ocidente industrializado.

Por enquanto, depende esmagadoramente do carvão para geração de energia. “As atividades humanas, o aumento da população, a industrialização e os mecanismos de transporte estão a levar ao aumento da concentração de monóxido de carbono, metano e clorocarbonos”, disse Mohapatra. “Estamos colocando em risco não apenas a nós mesmos, mas também as nossas gerações futuras”.

A investigação científica mostra que as mudanças climáticas estão a fazer com que as ondas de calor se tornem mais longas, mais frequentes e mais intensas. A última onda de calor fez com que as temperaturas em Nova Deli igualassem o recorde anterior da capital: 49,2ºC, registrado em 2022.

Enquanto as pessoas procuravam alívio das temperaturas escaldantes, a rede elétrica sofreu um pico recorde de demanda com apagões em algumas cidades indianas no começo deste mês. Em 29 de maio, uma estação meteorológica automática no subúrbio de Mungeshpur, em Deli, registrou máxima de 52,9°C, mas a medição foi resultado de um sensor com defeito.

Em outras partes de Deli, 17 outras estações da cidade atingiram uma máxima de 49°C no mesmo dia.

“Criámos um comitê de peritos, que observou as leituras durante os dois dias seguintes e descobriu que havia problemas com o sensor”, disse Mohapatra. Embora o IMB, órgão de Meteorologia indiano, tenha manifestado as suas preocupações sobre o registro em poucas horas, Mohapatra confirmou pela primeira vez que o sensor estava com defeito.

Receba as notícias do Site OBSERVADOR REGIONAL no seu celular: CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo de WhatsApp

Fonte: MetSul

Compartilhe:

ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
WhatsApp Image 2022-07-15 at 09.14.17
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
BANNERSANTAINESNOVO
mart
SICOOB-PlanoSafrafeed1080x1080

MAIS LIDAS

SELLNET-300x158
zanella
farmsantinesnova
Roque_2021-300x266-1-seo