“Meu filho se envolveu com drogas”

Brigada Militar
Advogado Benhur Aurélio Formentini Nunes
ABC NOVO
SICREDI NOVO
WAGNER NOVO
INFE NOVO

Uma das piores constatações é quando um filho se envolve com drogas. Perde-se o chão, pois sabemos que possivelmente ele já está em contato com esta triste realidade há algum tempo.

Normalmente o envolvimento com as drogas começa na pré-adolescência dependendo do ambiente que está vivendo e dos exemplos que lhes estão passando.

Os espíritos amigos nos informam nas reuniões mediúnicas onde são trazidos para atendimento drogados que já partiram que muitos já reencarnam com a tendência ao vício. Os pais tem a responsabilidade de conduzirem os filhos com dedicação, alertando-lhes para o mundo que vão enfrentar nos primeiros anos de vida quando começam a querer ter uma liberdade no se conduzirem.

Antes do nascimento do filho os pais são levados durante o sono até a espiritualidade onde em contato com os benfeitores recebem a incumbência de cuidar daqueles que terão sob sua responsabilidade. Alguns falham na tarefa!

É comum os pais por negligência querer delegar a incumbência do educar aos professores, o que não é correto, pois estes educadores muito embora preparados e com boa vontade, são impotentes para orientar a todos os alunos, e mesmo não tem obrigação, e, portanto quando os filhos enveredam para o mau caminho que sempre estará presente a droga, nunca será culpa dos professores.

Um dos fatores primordiais no envolvimento com drogas é a tendência que o filho tem para se direcionar ao lado errado, mas se é tratado com carinho em casa, com a dedicação dos pais e principalmente com exemplo, esta tendência se esmorece e o período de contato passa. Mas se for ao contrário, tendo principalmente o ambiente que vive comprometido com o desamor e falta de moral, certamente não tem como escapar de ser um usuário, que ao longo do tempo poderá desembocar num atuante traficante.

O ambiente do prostíbulo é muito propício ao uso de drogas ilícitas, pois nestes locais o álcool e o tabagismo já estão presentes, sendo reforçado pelo comercio do corpo. Ora, o pior dos deslizes na vida é a venda do corpo para ser utilizado como prazer. É a degradação do ser humano, pois a pessoa que se submete a isso abre mão de viver uma vida digna, evitando executar um trabalho decente e ser vista com outros olhos pela sociedade.

O drogado vai sempre estar acompanhado por uma quantidade de espíritos que na época que estavam vivos eram usuários e continuam na espiritualidade sentindo a necessidade, e isto fortifica o desejo pela droga.

É importante darmos o exemplo dos bons costumes e boas condutas a nossos filhos, incentivando-os na prática de esportes, religiosidade e valorização pessoal para que não encontrem ambiente propício ao mal.

Mas se a droga visitar o ambiente familiar, recorramos à prece pedindo socorro aos benfeitores amigos para que nos auxiliem, e façamos ao mesmo tempo uma reflexão do que está errado e devemos mudar na família.

Nilton Moreira

Sellnet Telecom
Gráfica Ômega
Zanella
Farmácia Santa Inês
Brigada Militar
Advogado Benhur Aurélio Formentini Nunes
ABC NOVO
SICREDI NOVO
WAGNER NOVO
INFE NOVO
Sellnet Telecom
Gráfica Ômega
Zanella
Farmácia Santa Inês

Mais acessadas

Mais notícias

Cotações dos produtos agrícolas (23/09/2020)
Confira os preços dos produtos agrícolas na ABC Agrícola de...
Bebê abandonada é encontrada por cachorro no Oeste de SC
Uma bebê recém-nascida foi encontrada abandonada, nesta terça-feira (22), às...
Brigada prende mãe e filho por tráfico de drogas em Frederico Westphalen
Na noite desta terça-feira (22/9), policiais militares do 37º Batalhão...
Motorista morre em colisão entre carro e caminhão na ERS-126
Um homem de 64 anos morreu em um acidente de...
Mulher é presa em Cruz Alta com drogas em carne assada
Uma mulher foi presa em Cruz Alta, ao tentar entrar...