Mulher é executada por engano no lugar de irmã gêmea

Foto: Edson Vidal
Slider

A jovem Rosimere Silva Vargas, de 27 anos, foi morta com vários tiros no início da madrugada deste domingo (15), no bairro Sítio Cercado, em Curitiba. Segundo a Guarda Municipal (GM), o atentado aconteceu no momento em que a vítima atendeu ao chamado de duas pessoas na Rua Trombudo Central, portão de casa, mas que era direcionado à sua irmã gêmea.

A confirmação de que o chamado foi feito por uma dupla foi feito pela mãe de Rosimere à GM. De acordo com a mulher, os atiradores chegaram ao imóvel e chamaram a irmã da vítima por um apelido.

“Na sequência um deles sacou uma pistola e efetuou, aproximadamente, uns 10 disparos. A vítima caiu no chão e os atiradores fugiram em seguida, em um Pálio, de cor prata”, comentou o guarda Cícero Silva, à Banda B.

Uma ambulância foi acionada para tentar socorrer a vítima, mas os socorristas, quando chegaram ao local, confirmaram a morte.

O guarda ainda contou que a irmã de Rosimere já foi alvo de um atentado a tiros, mas sobreviveu a tentativa de homicídio. O caso será investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).

Receba as notícias do Site OBSERVADOR REGIONAL no seu celular: CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo de WhatsApp

Fonte: Banda B

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
Slider

MAIS LIDAS

Slider