Mulher suspeita de forjar o próprio sequestro é presa em Gravataí

Foto: Polícia Civil
ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
WhatsApp Image 2022-07-15 at 09.14.17
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
BANNERSANTAINESNOVO
mart
SICOOB - 40 anos feed (1080x1080)_page-0001

Duas mulheres foram presas após forjarem um sequestro, em Gravataí, na região Metropolitana. Uma delas, de 25 anos, confessou ter bolado a farsa para extorquir o companheiro. A outra, de 35, também admitiu envolvimento na manipulação.

As prisões ocorreram na quarta-feira, após policiais encontrarem um falso cativeiro, no bairro Morada do Vale I. Foi no imóvel que a suposta vítima fingiu ter sido amarrada e posou para fotos. Os registros foram produzidos pela amiga dela.

De acordo com a delegada Jeiselaure Rocha de Souza, as imagens foram enviadas ao companheiro da mulher, que procurou a 2ª DP do município. O homem também havia recebido diversas ameaças via de WhatsApp, enviadas pelo celular da esposa.

“Ele recebeu fotos da companheira amarrada e mensagens exigindo dinheiro. Se o pagamento não fosse efetuado em poucas horas, os ‘sequestradores’ ameaçavam matá-la”, destacou a policial.

Ainda segundo a delegada Jeiselaure, as manipulações começaram em janeiro. Ela conta que, inicialmente, a falsa vítima dizia ao marido que era extorquida por agiotas.

Por cerca de um mês, o homem chegou a efetuar pagamentos em diferentes contas bancárias. “Em meados de janeiro, a mulher começou a relatar que tinha dívidas com agiotas. Então, na quarta-feira, ela decidiu forjar o próprio sequestro”, afirmou a delegada.

Uma ação entre Polícia Civil e Brigada Militar rastreou o celular que estaria em poder dos sequestradores. O aparelho estava na casa de uma amiga da falsa vítima. A comparsa admitiu que havia tirado as fotos e enviado as mensagens.

A mulher que dizia ter sido sequestrada foi presa enquanto caminhava em uma rua. Ela confessou a simulação. Na versão dela, o objetivo era obter dinheiro para quitar uma dívida.

Nenhuma das presas tinha antecedentes. Elas vão responder pelo crime de extorsão majorada. A dupla foi atendida em uma Unidade de Saúde de Pronto Atendimento (UPA) e encaminhada ao sistema prisional.

Receba as notícias do Site OBSERVADOR REGIONAL no seu celular: CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo de WhatsApp

Fonte: Correio do Povo

Compartilhe:

ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
WhatsApp Image 2022-07-15 at 09.14.17
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
BANNERSANTAINESNOVO
mart
SICOOB - 40 anos feed (1080x1080)_page-0001

MAIS LIDAS

SELLNET-300x158
zanella
farmsantinesnova
Roque_2021-300x266-1-seo