Na Capital, prefeito de Trê Passos trata de demandas importantes para o município

Entre as reivindicaçõ es estão os valores em atraso por parte do Governo Estadual e a situação da UPA

Na terça-feira, dia 06 de junho, o prefeito Zé Carlos Amaral e o secretário Municipal de Planejamento, Carlos Bourscheid, estiveram encaminhando várias demandas em Porto Alegre.

Na CORSAN, contataram com o superintendente de RelaÇÕes Institucionais André Beltrão Finamor, para solicitar prioridade à licitação que trata da barragem para captação de água do Rio Erval Novo, também, em relação aos futuros investimentos na substituição da tubulação da rede da Avenida Santos Dumont e sobre o saneamento básico de um modo geral no município.

Já no Fundo Estadual da Saúde (FES), o gestor público municipal esteve em audiência com a diretora Meriana Farid El Kek, solicitando agilizar a liberação de recursos da área da saúde que estão em atraso. Com o Município de Três Passos, vale destacar, os valores em atraso por parte do Governo Estadual ultrapassam R$ 1,3 milhão.

A Lei nº 13019/14 (Marco Regulatório) e a situação da UPA, foram pautas tratadas na Federação das AssociaÇÕes de Municípios do Rio Grande do Sul (FAMURS). A assessora jurídica, Elisângela Hesse, prestou esclarecimentos sobre a lei em relação as instituiÇÕes que possuem convênios com a Prefeitura.

Em conversa com o assessor especializado na área da saúde, Paulo Azeredo Filho, foram discutidos assuntos em relação a UPA e apresentado um projeto alternativo para viabilizar a sua abertura e possíveis encaminhamentos.

A colocação da UPA em funcionamento, esbarra na limitação financeira, agravada pelo atraso dos recursos econômicos por parte do Governo Estadual, e ainda, do Governo Federal, que através do modelo de financiamento tripartite acaba por onerar ainda mais os cofres municipais.

“Temos comprovação da FAMURS de que os municípios arcariam com a maior parte do valor para manter a UPA, se funcionar de acordo com o modelo estabelecido pelo Governo Federal , explicou o prefeito, complementando: “como se não bastasse temos mais de R$1,3 milhão para receber do Estado, dos valores em atraso .

De acordo com levantamento da FAMURS os municípios acabam por arcar com 67% do valor mensal de manutenção do serviÇÃO, se tornando inviável sua abertura.

A agenda do prefeito continua nesta quarta e quinta-feira em Porto Alegre.

Postada originalmente em: 2017-06-07 15:30:00

Categoria original: Região Celeiro

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Trê Passos – Elenara de Oliveira – Jornalista Reg. Nº 17796

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

MAIS LIDAS

VÍDEOS

Mais notícias

(Confira Vídeo) Dupla invade e furta itens de empresa no centro de Frederico Westphalen
Dois indivíduos invadiram e furtaram uma empresa na madrugada...
RS tem 405 municípios infestados pelo Aedes aegypti, que transmite dengue, zika e febre chikungunya
Dos 497 municípios do Estado do Rio Grande do...
Brigada Militar apreende mercadoria por descaminho em Horizontina
Na tarde de terça-feira (20) Policiais Militares do 4º...
Indígenas detidos em uma cadeia na reserva indígena em Ronda Alta morrem carbonizados
Por volta das 1:00h da madrugada desta quarta-feira, dia...
Motorista é flagrado transportando três bezerros dentro de Celta em SC
Um motorista foi flagrado ao transportar três bezerros dentro...