Neve traz paisagens deslumbrantes no meio de novembro na Argentina

Áreas de maior altitude da Patagônia amanheceram brancas hoje em Rio Negro e Neuquén após a neve | Redes sociais A reprodução em parte dos conteúdos da MetSul é autorizada desde que citada a fonte e publicado o hyperlink para o original https://metsul.com/neve-traz-paisagens-deslumbrantes-no-meio-de-novembro-na-argentina/ .
ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
brigada-300x267
infe_ok-300x266
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
Site_392x442
BanneFixoSite
PromoWeek_Consórcios_BannerSite_300x266px (1)

Os argentinos da Patagônia que puderam desfrutar de um domingo de eleições na Argentina com temperatura agradável acordaram hoje em diversas cidades com flocos de neve caindo e a paisagem completamente nevada como se fora junho ou julho. O fenômeno ocorreu em áreas de maior altitude na Cordilheira nas províncias de Rio Negro e Neuquén com a chegada de uma frente fria à região.

O meteorologista argentino Fernando Frassetto explicou que é a “neve dos tolos” porque quando ninguém mais espera o fenômeno ocorra os fenômenos acabam aparecendo. Segundo o meteorologista, não é incomum que neve no mês de novembro e explica que o fenômeno poderia se repetir ainda neste ano e que mesmo em janeiro há precedentes de neve. Afirmou ainda em entrevista à imprensa local que a neve não deve ser motivo de surpresa pelo calendário pois a região está situada em área sujeita à influência de massas de ar frio e de origem tropical. “A Patagônia pode ter as quatro estações do ano no mesmo dia”, disse.

A neve de hoje foi registrada em cidades como San Martín de los Andes, Caviahue e Villa Pehuenia. Também caiu na Passagem Internacional Pino Hachado International. Em Caviahue, a neve caiu forte e produziu importante acumulação a pontos de provocar a suspensão de protestos de servidores municipais.

Apesar do céu nublado e nuvens baixas que predominam no início desta segunda-feira em Bariloche, a neve branqueou os morros que circundam a cidade e também caiu com muito fraca intensidade em alguns bairros de maior altitude. Ontem, durante a eleição legislativa argentina, Bariloche registrou forte chuva. Dados do Serviço Meteorológico Nacional da Argentina indicam que as mínimas desta segunda-feira não chegaram a ser muito baixas. O que contribuiu para a neve foi frio intenso ema altitude combinado com instabilidade atmosférica pela rápida passagem de uma frente fria. Os termômetros indicaram hoje -1,0ºC em Calafate, 0,7ºC em Esquel, 1,0ºC em Bariloche, 2,0ºC em Rio Grande, e 2,8ºC em Ushuaia.

A massa de ar frio responsável pela neve de hoje na Patagônia avança para o Sul do Brasil e vai chegar na segunda metade desta semana, ingressando entre quarta e quinta-feira no estado gaúcho sem a mesma força do Sul do continente. Não será, portanto, uma incursão de ar frio de muito forte intensidade, a despeito de ter deixado imagens incríveis e deslumbrantes de neve em pleno mês de novembro no Sul do continente.

Mesmo assim será responsável por derrubar a temperatura após este começo de semana de muito calor e deve trazer mínimas baixas para a época do ano no Rio de Grande do Sul e inferiores a 10ºC em diversas cidades, como em pontos da Campanha, da Serra e dos Campos de Cima da Serra. ALERTA DE TEMPESTADE Se a neve chamou a atenção no Sul do continente, a frente fria responsável pela nevada na Patagônia pode trazer agora tempo severo no Centro da América do Sul. Isso porque, ao encontrar ar mais quente de origem tropical sobre as latitudes médias, o sistema frontal vai estimular a formação de grandes nuvens de desenvolvimento vertical capazes de gerar temporais em diferentes pontos, além de chuva localmente intensa. O Serviço Meteorológico Nacional da Argentina emitiu alertas para o risco de temporais.

Os alertas de temporais com risco de chuva forte, vento e granizo são validos para hoje e amanhã para províncias centrais da Argentina como La Pampa, Santa Fé, Córdoba e Buenos Aires. Já amanhã, o sistema frontal traz risco de tempo severo ainda em áreas mais ao Nordeste argentino como Corrientes e Misiones que fazem fronteira com o Sul do Brasil. Os avisos do SMN para as regiões de fronteira com o Rio Grande do Sul durante esta terça-feira advertem para “tempestades de intensidade variável, algumas fortes, que podem ser acompanhadas por rajadas intensas, atividade elétrica muito forte, tempestades de granizo pontuais e principalmente chuva abundante em curtos períodos com valores de precipitação acumulada entre 20 mm e 40 mm que podem ser localmente excedidos”.

Receba as notícias do Site OBSERVADOR REGIONAL no seu celular: CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo de WhatsApp,

Fonte: Metsul

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
brigada-300x267
infe_ok-300x266
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
Site_392x442
FarmaciaVidaCoronelBicaco_Bannerok
PromoWeek_Consórcios_BannerSite_300x266px (1)

MAIS LIDAS

SELLNET-300x158
graficaomegaok
zanella
farmsantinesnova
Sellnet2