Operação é deflagrada para desarticular quadrilha que roubou defensivos agrícolas em Júlio de Castilhos

ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
brigada-300x267
infe_ok-300x266
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
Site_392x442
BanneFixoSite

Nesta quinta-feira pela manhã foi deflagrada a Operação Rota 158, que cumpriu 18 ordens judiciais em quatro cidades do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Foram 6 mandados de prisão temporária 13 mandados de busca e apreensão.

O objetivo da operação foi desarticular a quadrilha responsável por um roubo ocorrido no dia 21 de agosto em uma propriedade rural em Júlio de Castilhos. No crime, foram levados em torno de R$ 1 milhão em defensivos agrícolas, entre outros objetos. Durante os três meses de investigação, a Polícia Civil concluiu que a quadrilha possuía base na cidade de Carazinho, local de onde também partiu o caminhão utilizado para carregar os defensivos.

O caminhão foi abordado pela Polícia Rodoviária Federal no final de agosto com parte dos defensivos roubados em Júlio de Castilhos. A investigação também apurou que o grupo cria empresas de fachada, que emitem notas fiscais para dar aparência de legalidade no transporte dos defensivos roubados como forma de dificultar a fiscalização.

Na região, os mandados foram cumpridos em Santa Maria, em Cacequi e em São Vicente do Sul. Foram cumpridos um mandado de busca e apreensão em cada cidade. Em Cacequi também foi cumprido um mandado de prisão temporária.

No Rio Grande do Sul, ainda foram cumpridos, em Carazinho, oito mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão temporária. Em Santa Catarina, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão temporária em Itapema Porto Belo.

A Operação apreendeu até o momento: documentos, notas fiscais, aparelhos celulares, mais de R$ 45 mil, dois veículos, munições, documentos falsos, facas, entre outros objetos. A televisão roubada também foi recuperada.

Os homens foram encaminhados ao Presídio Estadual de Júlio de Castilhos e as mulheres foram encaminhadas ao Presídio Regional de Santa Maria, onde ficarão à disposição da Justiça.

A ação foi coordenada pelo Delegado Adriano Winkelmann De Rossi, Substituto da DP de Júlio de Castilhos e contou com o apoio de mais 60 policiais e 21 viaturas das Delegacias da 3ª Região Policial (Santa Maria) e da 28ª Região Policial (Carazinho), e da Polícia Civil de Santa Catarina.

Receba as notícias do Site OBSERVADOR REGIONAL no seu celular: CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo de WhatsApp

Fonte: Bei

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
brigada-300x267
infe_ok-300x266
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
Site_392x442
FarmaciaVidaCoronelBicaco_Bannerok
PromoWeek_Consórcios_BannerSite_300x266px (1)

MAIS LIDAS

SELLNET-300x158
graficaomegaok
zanella
farmsantinesnova
Sellnet2