PÁSCOA (1)

Páscoa (1)

 

A Páscoa é rica em significados desde sua origem

Hoje, escreverei sobre o impacto do dia mau; no caso,  a sexta feira.

Depois de três anos, veio o dia que as leis terrenas pensavam estar punindo um transgressor e se fizeram coadjuvantes de um épico evento. A morte por consentimento. A vergonha da cruz.

Os  que mais contribuiram para que o caos fosse instalado  contra pessoas e contra a humanidade, foram os maus lideres, os que ganharam espaço a força ou pela ignorância e credulidade de um povo que se deu por vencido.

Então, eu pergunto: não será esse o tempo de se levantar, e mudar a história?

Se não for hoje, quando será? O certo é, que não dá mais para adiar!

E a páscoa é o tempo, sobremodo oportuno, para as necessárias e inadiáveis  mudanças!

A COMEÇAR POR MIM.

Abandonar pensamentos impotentes e atitudes alienadas  em relação às instituições.

O que fazer, então?

Aprenda a liderar sua vida, revendo primeiramente, a dinâmica em sua própria família para que seja um lugar acolhedor, que possibilite a expansão e o crescimento de cada membro e que, exponencialize a vida e o bem.

Se posicione com clareza a respeito de igrejas, partidos políticos, associações ou quaisquer pessoa ou instituição que exclua o diferente ou fortalece o opressor.

Admita que não temos lideres que procuram, o bem de todos. Temos, pessoas exercendo legitimamente, cargos e funções que, na verdade, beneficiam a sí e ao grupo que representam.

Enfim, coloco aqui, como referência,  a vida de Jesus de Nazaré. Um lider por excelência, que acolhia e se posicionava por entender a brevidade da vida e o poder da influência que gera mudanças.

O ensinamento de Jesus, diante da injustiça, naquela sexta feira, pode ser resumido assim:

O perdão é dado, não porquê a pessoa peça ou mereça, mas porquê você tem coisas mais importantes para viver, do que ficar sofrendo pela injustiça que já te aconteceu.  Se recomponha e faça diferente para que os eventos históricos tenham outro rumo, o da equidade.

A leveza de um coração justo e amoroso oportuniza a acolhida do diferente, permitindo o pertenciamento em outras relações, mesmo quando você não estará incluído.

O sentimento de abandono é real e pode ser verbalizado. Jesus recorreu ao seu pai _Deus, para se expressar e se derramar… A espiritualidade – qualquer que seja a sua –  é o caminho para se recompor e estabelecer nova realidade. Encontrarás renovo, forças e estratégias para suprir necessidades elementares – sede – ou subjetivas – o reino de Deus, ou um mundo coerente.

Saber da sua finitude – sua morte é certa – e de que a vida continuará depois de ti é uma realidade que deve te incentivar a ter tudo organizado.

Mas, que antes da morte, possamos viver, interagir, expandir e contribuir para que todos possam experienciar a dignidade.

Se o texto fez sentido pra você, compartilhe com seus contatos.

No proximo domingo, continuarei a escrita, com a parte dois do texto Páscoa, sobre o poder da ressureição. Sim. nós podemos mais!

Até lá e boa semana.

Abraços.

Ieda Maria.

Me siga nas redes sociais:

https://www.facebook.com/palestras.ativacionais

https://www.instagram.com/iedamaria.oficial/

 

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

MAIS LIDAS

VÍDEOS

Mais notícias

Chiapetta não deu trégua no combate a Covid-19 neste sábado (17)
A Administração Municipal de Chiapetta através da Secretaria Municipal...
Brigada Militar apreende adolescente em Santo Augusto com drogas
Na sexta-feira (16/04), às 17h00 policiais militares do 7º...
Brigada Militar flagra aglomerações em Crissiumal
Na noite de sexta-feira (16/04), policiais militares do 7º...
Brigada Militar de Ijuí prende foragido de Ibirubá
Homem de 53 anos, natural de Ibirubá, foi abordado...
Santiaguense está desaparecido em São Miguel das Missões há mais de 15 dias
Benício Pereira Mello, 35 anos, está desaparecido desde o...