Pastor é preso em flagrante por compartilhar vídeos de pornografia infantil no interior de SP

Foto: Polícia Federal/Divulgação
ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
WhatsApp Image 2022-07-15 at 09.14.17
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
BANNERSANTAINESNOVO
mart
SICOOB - Plano Safra (feed 1080x1080)

Um pastor evangélico da Assembleia de Deus Ministério Belém foi preso em flagrante nesta quarta-feira (3), no Jardim Santo Antônio, em Valinhos (SP), suspeito de compartilhar vídeos de pornografia infantil. A operação para cumprimento do mandado de prisão contou com policiais federais e militares.

Agnaldo Roberto Betti acumula 457 mil seguidores nas redes sociais, incluindo um canal no YouTube onde oferece lições bíblicas para jovens e adultos. A EPTV, afiliada da TV Globo, tenta localizar a defesa do pastor, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

Segundo a Polícia Militar (PM), o líder religioso, de 58 anos, foi surpreendido pelas equipes na própria casa, no momento em que acessava os conteúdos por meio de um aplicativo. Ele tentou deletar arquivos, mas não conseguiu.

A Assembleia de Deus Ministério Belém afirmou que repudia “veementemente qualquer comportamento que contrarie os princípios e regras de fé da Bíblia Sagrada e, especialmente, que implique em violação da infância”. Segundo a instituição, o pastor foi suspenso do quadro de membros e do cargo até que se “apure devidamente os fatos”. [veja a íntegra da nota abaixo]. A defesa do pastor não foi localizada.

De acordo com a Polícia Federal (PF), Betti já havia sido indiciado neste ano pelo mesmo delito, mas “continuou a adquirir e compartilhar diversos vídeos e imagens de conteúdo de violência sexual infantojuvenil”.

Esse é o primeiro caso de flagrante de compartilhamento da PF na metrópole. A investigação que levou à prisão do pastor faz parte da Operação Escudo da Inocência, com o objetivo de proteger crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual.

Ainda segundo a PF, o homem foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Federal e, após os procedimentos legais, deve ser encaminhado ao sistema penitenciário, onde vai aguardar os demais trâmites da 9ª Vara Federal de Campinas.

Receba as notícias do Site OBSERVADOR REGIONAL no seu celular: CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo de WhatsApp

G1

O que diz a igreja?

 

A nota da igreja evangélica Assembleia de Deus Ministério Belém ainda afirma que, apesar de integrar o quadro de membros, Agnaldo já não atua com funções pastorais desde março de 2017. Ele optou por manter um ministério “pessoal itinerante”, abastecendo o canal que tem na internet.

A instituição afirmou ainda que desconhecia qualquer tipo de investigação envolvendo o pastor. Veja a íntegra do posicionamento:

A Diretoria da Igreja Evangélica Assembleia de Deus – Ministério do Belém em Campinas/SP, vem a público, em face das notícias veiculadas nesta data sobre a prisão de Agnaldo Roberto Betti, sob suspeita de compartilhamento de pornografia infantil, esclarecer que repudia, veementemente, qualquer comportamento que contrarie os princípios e regras de fé da Bíblia Sagrada e, especialmente, que implique em violação da infância.

Esclarece, ainda, que o envolvido, apesar de integrar o quadro de membros e do vínculo eclesiástico como Ministro do Evangelho da IEADCAMP, já não atua com funções pastorais, seja no templo sede ou em suas filiais, desde março de 2017, tendo optado por exercer um ministério pessoal itinerante, mantendo, ainda, um canal particular na internet, com milhares de seguidores.

Também esclarece que a IEADCAMP, por sua Diretoria, desconhecia qualquer investigação ou indiciamento anteriormente aos fatos hoje divulgados.

Em vista da prisão e notícias veiculadas, informa que o envolvido está suspenso do rol de membros e do cargo eclesiástico, até que se apure definitivamente os fatos, aguardando-se a devida atuação das autoridades policiais e judiciais competentes, resguardado o direito de defesa e contraditório, inclusive em procedimento administrativo que deverá tramitar nos órgãos jurídico e eclesiástico da IEADCAMP, na forma do seu Estatuto.

Por fim, a Diretoria da IEADCAMP solidariza-se com as vítimas dos fatos anunciados, bem como com a família do envolvido, que também é vitimizada pela conduta ora revelada, conclamando que os mantenhamos a todos em nossas orações.

Compartilhe:

ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
WhatsApp Image 2022-07-15 at 09.14.17
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
BANNERSANTAINESNOVO
mart
SICOOB - Plano Safra (feed 1080x1080)

MAIS LIDAS

SELLNET-300x158
zanella
farmsantinesnova
Roque_2021-300x266-1-seo