Perícia indica que micro-ônibus que levava militares teria invadido a pista contrária

Polícia Rodoviária Federal (Divulgação) /
ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
brigada-300x267
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
Site_392x442
PartiuSicoob_BannerSite_300x266px
WhatsAppImage2022-01-27at090302
BANNERSANTAINESNOVO
OBAOK
278875877_5073530309371253_7577404801244216723_n
WhatsApp Image 2022-05-12 at 09.02.05

A Delegacia de Polícia de Rio Pardo concluiu nesta terça-feira o inquérito que investiga o acidente de trânsito que aconteceu no km 234 da BR-290, em Rio Pardo, no dia 28 de março.

De acordo com o delegado Anderson Faturi, titular da Delegacia de Polícia de Rio Pardo, o laudo pericial apontou que os veículos estavam trafegando com velocidade compatível com a via, no momento do acidente, e apontou como causa provável a pequena invasão de pista por parte do ônibus, face os vestígios.

A Polícia Rodoviária federal, que primeiramente atendeu a ocorrência, definiu como causa do acidente a invasão de pista por parte do ônibus.

– Foram ouvidas testemunhas, dentre passageiros do ônibus e motoristas envolvidos, havendo divergência em seus relatos, ora apontando o micro-ônibus como causador do acidente, ora apontando o caminhão. – comenta Faturi.

Ainda segundo o delegado, no local dos fatos foi recolhida a câmera e seu respectivo cartão de memória, existente no caminhão. No entanto, não havia imagens disponíveis. O inquérito policial foi concluído no prazo, apontando como causa provável do acidente a invasão de pista referida pela perícia. O inquérito não teve indiciamentos.

SOBRE O ACIDENTE E AS VÍTIMAS 

O acidente ocorreu na madrugada do dia 28 de março na BR-290, em Rio Pardo. A colisão envolveu um micro-ônibus com militares do exército, um caminhão de toras de madeira, uma van e um veículo. O acidente resultou em seis vítimas fatais, sendo o motorista e 4 passageiros do micro-ônibus, bem como a passageira do automóvel. O caminhão transitava em sentido interior-capital e os demais veículos transitavam em sentido contrário.

Duas das seis vítimas do acidente eram de São Gabriel. O soldado Wesley da Silva Paulo, 20 anos, era passageiro do coletivo que buscava os militares de Teutônia para o 9º Regimento de Cavalaria Blindado do Exército, em São Gabriel, onde serviam. O outro gabrielense era o motorista do micro-ônibus, Josuel Vieira Machado, de 28 anos. Os demais militares que morreram eram moradores de Teutônia. São eles o soldado Lucas Rodrigo Altevogt, 19 anos, e os recrutas Silas Gabriel de Azevedo de Barros, 18, e Vinícius Bedra, 18.

Também morreu no acidente a fisioterapeuta Joice Luisa Monteiro Costa, 34 anos, de Cachoeira do Sul. Ela era passageira do automóvel Fox que se envolveu na colisão e viajava junto do motorista do carro e de uma criança, que ficaram feridos e foram encaminhados para atendimento médico em Rio Pardo. O instituto no qual Joice era professora do curso de Massagem Profissional lamentou sua morte em postagem nas redes sociais.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
brigada-300x267
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
Site_392x442
PartiuSicoob_BannerSite_300x266px
WhatsAppImage2022-01-27at090302
BANNERSANTAINESNOVO
OBAOK
278875877_5073530309371253_7577404801244216723_n
WhatsApp Image 2022-05-12 at 09.02.05

MAIS LIDAS

SELLNET-300x158
zanella
farmsantinesnova