Polícia Civil prende presidente da Câmara de Canela e secretário de Obras em investigação sobre suposto desvio de verbas

Mandados foram cumpridos na Câmara de Vereadores Leonardo Lopes / Agencia RBS
ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
brigada-300x267
infe_ok-300x266
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
Site_392x442
BanneFixoSite
PromoWeek_Consórcios_BannerSite_300x266px (1)

A Polícia Civil, sob o comando do Delegado Vladimir Medeiros, deflagrou operação para cumprir 176 medidas judiciais na manhã desta segunda-feira (08/11). Ao todo, 175 policiais civis participam da ação policial, que tem por objetivo combater organização criminosa estabelecida em parte do poder público de Canela para o desvio de verbas públicas, fraudes em contratos e enriquecimento ilícito de agentes políticos e servidores da Prefeitura Municipal e Câmara de Vereadores.

As ações policiais acontecem nas cidades de Canela, Gramado, Porto Alegre, Canoas, Novo Hamburgo e Bom Princípio, além de Balneário Camboriú e Itajaí, no litoral catarinense.

Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão expedidos pelo Poder Judiciário a pedido da Polícia Civil em órgãos públicos de Canela, residência de agentes políticos e servidores públicos (CCs) e empresas investigadas por integrarem organização criminosa estabelecida com o objetivo de desvio de dinheiro público, fraudes em contratos e enriquecimento ilícito.

O Delegado Vladimir Medeiros, titular da Delegacia de Polícia de Canela e responsável pela operação policial, não revela detalhes da investigação policial, mas informa que é apurado esquema ilegal no alto escalão dos Poderes Executivo e Legislativo do Município, sendo cumpridas medidas judiciais no âmbito da Presidência da Câmara de Vereadores, Secretaria Municipal de Obras, Secretaria Municipal de Turismo e Hospital de Caridade de Canela.

A Polícia Civil de Canela informou que as investigações iniciaram-se no início do ano, quando se apurava a prática de desvio de materiais de construção do hospital da cidade. Desde então, as investigações foram aprofundadas, apurando-se a existência de um esquema de fraude de orçamentos para a contratação com o poder público, em que empresas de fachada ligadas a agentes políticos e servidores públicos venciam as disputas públicas para a realização de serviços para a Prefeitura Municipal.

Na ação policial, ainda em andamento, foram presos, até o momento, o Presidente da Câmara de Vereadores, o Secretário Municipal de Obras e o Interventor do Hospital de Caridade de Canela. A Polícia Civil realiza, ainda, o afastamento cautelar das funções públicas do Secretário Municipal de Turismo, do Secretário-Adjunto de Obras e de um servidor da mesma Pasta.

Maiores informações em coletiva de imprensa a ser realizada ainda na manhã de hoje, às 10h, na Delegacia Regional de Gramado, na Rua João Carniel, n.º 525, em Gramado.

Fonte: Notícias VG

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
brigada-300x267
infe_ok-300x266
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
Site_392x442
FarmaciaVidaCoronelBicaco_Bannerok
PromoWeek_Consórcios_BannerSite_300x266px (1)

MAIS LIDAS

SELLNET-300x158
graficaomegaok
zanella
farmsantinesnova
Sellnet2