Polícia e MP-RS investigam esquema de superfaturamento, desvios e ‘obras fantasmas’ na Corsan

Corsan — Foto: Reprodução/RBS TV
Slider

Um suposto esquema de superfaturamento, obras fantasmas e desvio de tubulações estaria lesando a Companhia Rio-grandense de Saneamento (Corsan). A denúncia feita por um funcionário da estatal abriu uma investigação da Polícia Civil e do Ministério Público (MP) em São Marcos, na Serra do RS. Diversas irregularidades também foram apontadas em auditoria interna da empresa.

Conforme o relato do funcionário, a Corsan pagaria a uma empreiteira até por reparos realizados pela prefeitura. A apuração da RBS TV aponta que as denúncias na Corsan se arrastam desde 2018, quando uma auditoria interna apontou os mesmos problemas, com suspeita de envolvimento de um funcionário.

Em nota, a Corsan disse que tomou providências sobre os apontamentos da auditoria, como o bloqueio de pagamentos à empreiteira e novas medidas de controle interno. A empresa também afirma que abriu processo administrativo. Leia mais abaixo

Um relatório de auditoria chega a indicar que um mesmo serviço foi cobrado três vezes da estatal pela empreiteira JLV, que teria subcontratado uma empresa pertencente à sogra do servidor Márcio Rabeschini para realizar as obras.

A empresa afirma que foi lesada e roubada na negociação. Já o servidor diz que desconhece os relatos da denúncia. Leia mais abaixo

Fonte: G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
Slider

MAIS LIDAS

Slider