Policiais dão comida na boca de sem-teto com deficiência e foto viraliza

Uma foto de dois policiais alimentando um sem-teto viralizou nas redes sociais. O registro foi feito por uma estudante de Ipatinga, Minas Gerais que passava pelo local e, assim como todos nós, se sensibilizou com aquela cena linda de generosidade.

Antes de fazer a foto, Amanda Carolina ia para o estágio e viu uma movimentação. Ao se aproximar, viu um homem debilitado, no chão. A estudante deu uma maçã que tinha na bolsa. Em seguida, dois policiais se aproximaram: Diego Messias Leal e Welton de Caldas Rodrigues.

“Ele falou que estava com fome, então, imediatamente ele [um dos policiais] começou a alimentar o senhor. Na hora que eu vi aquilo, eu falei assim: ‘eu nunca vi isso aqui na minha vida’”, contou a estudante.

O homem estava há dois dias sem comer.

“No momento que a gente estava alimentando ele, ele estava comendo de maneira rápida. Então, falamos ‘pode comer tranquilo, tem tempo’. Nesse momento, a gente fez o acionamento da ambulância e ele foi e começou a chorar. Então, eu perguntei ‘por que o senhor está chorando’? Então, ele falou que estava com fome, que havia dois dias que ele não se alimentava de maneira alguma”, completou Diego.

Empatia e respeito

Diego conta que o homem relatou que estava passando mal de fome. “Ele tem uma certa deficiência e não consegue se locomover sozinho. A princípio, pelas perguntas que fizemos para ele, ele chegou aqui rastejando”, contou o soldado.

Welton também disse que ele e o amigo ficaram comovidos quando o homem contou que não conseguia se alimentar sozinho. Foi quando eles resolveram ajudá-lo.

Gesser Oliveira tem 36 anos e vive em situação de rua em Ipatinga. Ele foi levado para a UPA da cidade depois de contar que tinha sido espancado há alguns dias.

Viral

A foto feita por Amanda comoveu muita gente. A estudante também conta que a ação dos policiais foi inesquecível.

“Aqueles policiais, eles não importaram com a farda que eles estavam carregando, pelo contrário, eles fizeram jus a ela. Eles demonstraram que realmente eles estão aqui para servir a sociedade, independentemente de quem seja”, parabenizou Amanda.

Os policiais não esperavam que o ato fosse viralizar.

“A gente não imaginava essa repercussão toda. No momento, só agimos com o instinto de ser humano e em prol da ajuda do senhor Gesser. A gente estava fazendo nosso serviço como policial mesmo, mas eu acredito que qualquer um poderia estar fazendo isso”, afirmou Diego.

Os Pms disseram que o que fizeram é mais comum do que se imagina, só que geralmente não aparece na mídia.

“A função da Polícia Militar vai muito além do que a maioria da sociedade enxerga, que é trazer essa qualidade de vida para o cidadão, para toda a sociedade. É uma sensação de dever cumprido, não só como policial militar, mas como um ser humano”, concluiu Weliton.

*Com informações de Alagoas em Mídia.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

MAIS LIDAS

VÍDEOS

Mais notícias

Gafanhotos gigantes assustam moradores de Santa Catarina
Gafanhotos gigantes que começaram a aparecer em várias cidades...
Guard Rail e árvores evitam que caminhão despenque de barranco as margens da RSC-472 em Tenente Portela
Um caminhão utilizado no transporte de suínos só não...
MPRS alerta para golpes contra Prefeituras realizados usando nome da Instituição
O Ministério Público alerta sobre um golpe realizado contra...
Sicredi Raízes RS/SC/MG realiza doação de R$ 350 mil a hospitais
A Sicredi Raízes RS/SC/MG é uma instituição financeira cooperativa...
Tragédia: Homem mata a filha e esfaqueia quatro pessoas da mesma família em SC
Na tarde desta segunda-feira (12), um homem identificado como...