Por que prejudicar-se de forma deliberada?

Antes da pandemia, escrever sobre auto- sabotagem seria mais ou menos assim: a auto- sabotagem é o comportamento de  prejudicar-se, sistematicamente, por medo de ser feliz.

Se, antes da pandemia, o sentimento de fracasso era encoberto pela alienação, demostrada em  comportamentos do tipo: nem vou me esforçar, não dará certo mesmo ou deixe como está para ver como fica, hoje, essa atitude causa estranhamento. Por isso, a partir de agora, precisamos  ter outra leitura, sobre percepção e inteligência social.

Aos poucos, e, pela atuação das pessoas dos serviços essenciais, especialmente, os da área da saúde,  outra visão de mundo foi se estabelecendo e nos devolveu o sentimento de pertencimento, de responsabilidade, de garra, de amor pela vida e de grandeza.

Hoje, mesmo tristes, por tantos mortos, sabemos que, de cada cinco mortes, quatro poderiam ter sido evitadas. E, o que me dá um certo alento é que, quase todo(a)s que morreram, estavam na presença de alguém que, por eles(as) derramou uma lágrima sincera…

Eles conheceram o caos. No entanto,  permaneceram ao lado do(a) sofredor(a), mesmo quando não tinha mais nada para se fazer.

É certo que alguns, do lado de fora, achando que fosse  exagero da mídia, em discussões patéticas, como se isso comovesse o vírus e o fizesse recuar, seguiram descomprometidos com a própria saúde. E, assim, tolerantes com um desgoverno, que não só se omitiu de cumprir com suas responsabilidades de chefe de estado, mas continua incentivando para que as pessoas vivam como se não houvesse pandemia.

Assim, poderá não haver amanhã…

Porém, se você não entendeu,  ainda, a gravidade do assunto, observe que estamos no mesmo mar, ainda que em embarcações diferentes. Alguns, estão em iates e com menos probabilidades de serem atingidos.  Outros, em pequenos barcos, à deriva,  com enormes possibilidades de afundar.

Por esses motivos, os saberes precisam ser revistos. É tempo de se admitir que a vida é rude. Mas, como diz a música “manotaços”, de Celso de Souza, é necessário, sustentar a raiz!

        Que Deus te ajude, para que cuides de ti mesmo.

Lembrando, enfim, que não importa, se você é a favor da máscara, do distanciamento social e da vacina. É necessário, que você adote os procedimentos recomendados. Se não for por você, faça pelo amor que você  tem a alguém que é importante para si.

Esta é, sem dúvida, a única forma que temos de frear a pandemia.

Faça a sua parte.  Eu, lhe desejo vida plena!

Um grande abraço. Até a semana que vem.

 

Conheça meu último trabalho: o e-book Salto Doze.

https://www.murucieditor.com.br/salto-doze

 

Ieda Maria

 

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
Slider

MAIS LIDAS

Slider

VÍDEOS

Mais notícias

Explosão de lareira ecológica provoca incêndio em Três de Maio (Confira Vídeo)
Um incêndio provocado pela explosão de uma lareira ecológica...
Redentora: Administração Municipal divulga Vacinômetro
A Administração Municipal, por meio da Secretaria Municipal de...
Confira Áudio: Informativo da Administração Municipal de Coronel Bicaco em 14/05/2021
Confira o Informativo da Administração Municipal de Coronel Bicaco...
Chiapetta: Administração Municipal disponibiliza abertura de açudes gratuitamente aos agricultores
O Programa de incentivo à Piscicultura (Lei Municipal n°697),...
Carro usado na fuga de suspeito de mortes em Lagoa Vermelha é encontrado incendiado
A Polícia Civil encontrou, nesta sexta-feira (14), o carro usado...