Prefeitura de Ibirubá decreta toque de recolher após registrar aglomeração durante madrugada

O fim de semana teve toque de recolher em Ibirubá, no Noroeste do estado. A prefeitura proibiu a circulação de moradores e de veículos na área urbana depois que dezenas de pessoas foram flagradas aglomeradas em frente a um bar, na Avenida General Osório, no centro da cidade.

Um morador registrou a movimentação com o celular. A aglomeração foi flagrada por volta das 3h de sexta-feira (23). O estabelecimento comercial vende bebidas alcoólicas e fica aberto 24 horas. O local foi interditado e o proprietário deve pagar uma multa de R$ 500, além de regularizar a situação na prefeitura.

Na manhã desta segunda-feira (26), a prefeitura irá avaliar a necessidade de renovar o decreto nos próximos fins de semana.

Um decreto do prefeito Abel Grave proíbe a circulação de pessoas e de veículos nas ruas da cidade da meia-noite de sábado às 5h de segunda-feira. As exceções são veículos das áreas da saúde, segurança, assistência social, transporte de cargas, táxis, funerárias e aplicativos.

“Devido aos atos em discordância com o que rege o decreto municipal em vigor, que prevê restrições principalmente quanto às aglomerações, o poder público municipal decidiu por colocar medidas mais restritivas até o dia 26 de outubro, aumentando ainda a fiscalização com reforço de efetivo. Lamentavelmente, a Prefeitura Municipal precisou intervir e fechar temporariamente um estabelecimento, que possui venda de bebidas 24h no centro da cidade, por não observar as medidas que constam no decreto em voga”, informou, a prefeitura, em nota.

A fiscalização foi intensificada neste período. Quer for flagrado descumprindo o decreto terá que pagar multa de R$ 500 até R$ 3 mil, em caso de reincidência. Em caso de estabelecimento comercial, além da multa, terá o alvará cassado.

A região de Cruz Alta, onde se localiza Ibirubá no mapa do distanciamento controlado, voltou a ficar em bandeira vermelha na versão preliminar divulgada na sexta-feira. Um dos motivos foi a superlotação nos leitos de UTI exclusivos para atendimento de pessoas com Covid-19, que também recebe pacientes de Ibirubá. O Hospital São Vicente de Paulo, referência na Região Noroeste para casos graves de coronavírus, estava com 10 leitos ocupados até as 17h45 deste domingo.

De acordo com a Prefeitura de Ibirubá, são 18 óbitos e quase 1,3 mil casos confirmados de coronavírus na cidade.

Fonte: G1RS

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
Slider

MAIS LIDAS

Slider

VÍDEOS

Mais notícias

Redentora registrou neste sábado (12) o 25º óbito em decorrência da Covid-19
A Administração Municipal de Redentora, através da Secretaria de...
Motorista morre preso à carga em Seberi
O motorista Ivanir Bourscheidt, de 47 anos, foi encontrado...
PRF prende contrabandista com cerca de 12 mil maços de cigarro num carro clonado
Na tarde desta sexta-feira (11), a Polícia Rodoviária Federal...
Duas pessoas ficam feridas em colisão frontal na BR-386 em Coqueiros do Sul
Duas pessoas ficaram feridas ao se envolverem em um...
Ecko, chefe da maior milícia do Rio de Janeiro, morre após ser baleado pela polícia
Wellington da Silva Braga, o Ecko, chefe da maior milícia...