Represa clandestina causa baixa de rio no Noroeste de Horizontina

ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
brigada-300x267
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
Site_392x442
PartiuSicoob_BannerSite_300x266px
WhatsAppImage2022-01-27at090302
BANNERSANTAINESNOVO
OBAOK
278875877_5073530309371253_7577404801244216723_n
WhatsApp Image 2022-05-12 at 09.02.05
Represa clandestina no Lajeado Guilherme causou a baixa no nível do Rio Pratos em Horizontina, ponto de capitação de água da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan).
A Barragem foi destruída neste domingo pelas equipe da Defesa Civil e Secretaria do Meio Ambiente.
Segundo Gerente da Corsan de Horizontina, na manhã desta segunda -feira, 24 de janeiro, devido a ocorrência de chuva na região aliado a destruição da represa, a situação em relação ao nível do Rio Pratos esteja normalizada, mesmo assim é necessário economizar água
Para a Reportagem Silvio Brasil, o Gerente da Corsan em Horizontina, Marcos Conte destacou que até a última sexta-feira, o nível do Rio pratos estava normal, porém, desde sábado, dia 22, vinha baixando consideravelmente conforme apontou o sistema de monitoramento da Barragem da Corsan.
Diante do alerta emitido no Rio Pratos, a Corsan solicitou que a Defesa Civil e Secretaria de Meio Ambiente realizassem uma fiscalização nos mananciais que abastecem o rio onde está instalado o ponto de capitação de água da Corsan (Rio Pratos), afim de verificar algum tipo de uso indevido da água sendo encontrado uma barragem no Lajeado Guilherme. Segundo Marcos Conte, a interrupção clandestina foi destruída neste domingo, 23 de janeiro.
Conforme o gerente da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), em Horizontina, o nível do Rio Pratos na barragem para operar a capitação de forma normal é de 1.69m e desde as 15h de sábado, o nível baixou consideravelmente chegando na marca de 1.29m colocando em alerta a equipe da (Corsan).
Marcos Conte acrescentou que neste domingo logo após a barragem clandestina ter sido destruída, o nível voltou a subir chegando no local de capitação a 1,59m. Ele acredita que na manhã desta segunda -feira, 24 de janeiro, devido a ocorrência de chuva na região de Horizontina, aliada a destruição da represa clandestina, a situação em relação ao nível do Rio Pratos esteja normalizada evitando desta forma o racionamento no uso da água. Mesmo assim, destacou que economizar é preciso.
Fotos- Corsan

Receba as notícias do Site OBSERVADOR REGIONAL no seu celular: CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo de WhatsApp

Fonte: Silvio Brasil

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
brigada-300x267
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
Site_392x442
PartiuSicoob_BannerSite_300x266px
WhatsAppImage2022-01-27at090302
BANNERSANTAINESNOVO
OBAOK
278875877_5073530309371253_7577404801244216723_n
WhatsApp Image 2022-05-12 at 09.02.05

MAIS LIDAS

SELLNET-300x158
zanella
farmsantinesnova