Saiba quais são os primeiros grupos que serão vacinados contra covid-19 no Brasil

Apresentado nesta quarta-feira (16), o Plano Nacional de Vacinação lista os grupos prioritários para imunização contra a covid-19 no Brasil. Os primeiros a receber a dose serão, na ordem, os trabalhadores da saúde, idosos a partir de 80 anos, pessoas entre 75 e 79 anos e indígenas com mais de 18 anos. Apesar da delimitação do público, não foi definida uma data para o início da campanha de vacinação.

A escolha dos grupos é um pouco diferente do que estão fazendo outros países que já iniciaram a vacinação.

No Reino Unido, por exemplo, além de idosos e trabalhadores da saúde, funcionários e residentes de asilos também estão sendo imunizados com o produto desenvolvido pela Pfizer/BioNTech.

Confira a ordem de vacinação no Brasil

  • Grupo 1: trabalhadores da saúde (5,88 milhões), pessoas de 80 anos ou mais (4,26 milhões), pessoas de 75 a 79 anos (3,48 milhões) e indígenas com idade acima de 18 anos (410 mil).
  • Grupo 2: pessoas de 70 a 74 anos (5,17 milhões), de 65 a 69 anos (7,08 milhões) e de 60 a 64 anos (9,09 milhões).
  • Grupo 3: 12,66 milhões de pessoas acima dos 18 anos que tenham as seguintes comorbidades: hipertensão de difícil controle, diabetes mellitus, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave (IMC maior ou igual a 40).
  • Grupo 4: professores do nível básico ao superior (2,34 milhões), forças de segurança e salvamento (850 mil) e funcionários do sistema prisional (144 mil).
  • Outros grupos foram classificados como prioritários, mas ainda não foi definido em que fase de vacinação entrarão, já que isso depende da aprovação e disponibilidade de vacinas. São eles: povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas, pessoas com deficiência permanente severa e população acima de 18 anos privada de liberdade.

 

Veja quais são os grupos prioritários em outros países
Reino Unido

  • Idosos, funcionários e residentes de asilos e profissionais da saúde que atuam na linha de frente
  • Estados Unidos
  • Profissionais de saúde e moradores e trabalhadores de casas de repouso e clínicas médicas
  • Canadá
  • Moradores e funcionários de lares de idosos
  • Rússia
  • Trabalhadores mais expostos ao coronavírus

 

China

  • Segundo o jornal South China Morning Post, não se sabe exatamente quantos cidadãos receberam a dose das vacinas desde novembro. Já segundo o jornal El País, “mais de um milhão de pessoas – trabalhadores de risco, estudantes matriculados no Exterior – já receberam alguma das três vacinas que a China autorizou em meados deste ano para uso emergencial”.

Arábia Saudita

  • Pessoas mais vulneráveis, como as maiores de 65 anos, as que sofrem de obesidade e doenças crônicas graves ou que trabalham em profissões particularmente expostas ao vírus
  • A segunda fase de vacinação beneficiará maiores de 50 anos, outros profissionais da saúde e os que possuem doenças menos graves
  • Por último, todas as demais pessoas que desejarem se vacinar poderão fazê-lo durante a terceira fase

Fonte:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

MAIS LIDAS

VÍDEOS

Mais notícias

Cotação dos Produtos Agrícolas nesta terça-feira (19/01/2021)
Confira os preços dos produtos agrícolas na ABC Agrícola...
Redentora: Avaliação do Sistema Aprende Brasil feita pela Administração Municipal é repassado à Editora Positivo
A primeira dama e secretária Municipal de Educação e...
Acidente com vítima fatal na RS 305, na madrugada desta terça-feira (19)
Acidente de trânsito no final da madrugada desta terça-feira...
Conselho Tutelar de Nova Candelária faz alerta sobre rapto/roubo de crianças
O Conselho Tutelar de Nova Candelária, órgão responsável por...
Confira Vídeos: Forte Terremoto sentido na Argentina, Chile e Brasil
Um forte terremoto no Oeste da Argentina foi sentido...