Ser humano invisível

ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
WhatsApp Image 2022-07-15 at 09.14.17
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
BANNERSANTAINESNOVO
mart
SICOOB-PlanoSafrafeed1080x1080
Ser humano invisível

Senti indignação ao ler o artigo “Cidadãos Invisíveis no Zero Hora, dia 09 de janeiro de 2016. A cena ocorreu em um evento da prefeitura de Porto Alegre, em frente ao PaÇÃO Municipal. Momento em que ocorria uma solenidade para comemorar a redução do número de mortes no trânsito da Capital. Na oportunidade, aproxima-se do local um homem, pés descalÇÃOs, calção sujo, costelas à mostra, barba mal feita e sentou-se na escadaria do prédio, talvez para observar o que estava acontecendo. Imediatamente foi convidado a retirar-se dali, porque poderia aparecer nas fotos ao lado das autoridades. Enquanto isso declarava o prefeito, “trata-se da preservação da vida humana. Estamos tomando as medidas necessárias para que as pessoas tenham prioridade no espaÇÃO público .

Considerando a situação, este cidadão, se assim pode ser chamado, naquele momento tornou-se um invisível aos olhos das autoridades, pois ao mesmo tempo em que celebravam a vida, desrespeitavam-na. Em todos os lugares do mundo existem pessoas invisíveis como o cidadão de Porto Alegre, mesmo tendo um nome, uma família, uma história, tornam-se invisíveis perante o olhar do próximo, silenciados pela indiferença. O respeito pela vida abrange o sentimento de alta consideração por tudo quanto existe. Não apenas se detém na pessoa, mas sim em todas as expressões da natureza. Quando não existe essa manifestação, os valores éticos se enfraquecem e todas as aspiraÇÕes perdem a significação. O egoísmo avassalador tem controlado os sentimentos, impondo o seu interesse, em detrimento a todos os valores mais dignos.

Kant foi o primeiro a expressar que o homem é um fim em si mesmo e não um meio ou instrumento para a satisfação de interesses de outrem. Em decorrência da sua autonomia como ser racional, capaz de guiar-se pelas leis que edita, não pode ser tratado como coisa ou objeto. Contudo não fazer o mal ao seu semelhante não é suficiente. Os fins do outro devem ser também os seus. E este princípio do respeito e dignidade da pessoa humana está presente na Constituição Federal Brasileira de 1988, que dentre os princípios fundamentais, reconhece, portanto, que o Estado existe em função da pessoa, e deve ampará-la e promovê-la, fornecendo mecanismos para sua concretização.

O respeito a toda criatura humana, em qualquer momento de sua existência, desde a concepção até à morte é da vontade de Deus. Por isso ela deve ser respeitada e defendida em qualquer circunstância. A dignidade não é um fruto de acordos, de pactos e nem de concessões, mas um direito natural. A dignidade humana não admite privilégios nem desigualdades, porque é um a priori ético que pertence a todos os seres humanos. é necessário promover a valorização da pessoa humana em todos os níveis, tornando-a cidadã integrada na sociedade. Ela merece respeito, independente de credo, cor, etnia, portador de necessidades especiais… “ é fundamental que a vida e a existência sejam valorizadas, num nível autêntico. é preciso difundir a cidadania e criar cidadãos . (ZH, 08/11/15).

Postada originalmente em: 2016-01-22 02:00:00

Categoria original: Coluna Semanal

Fonte: Noeli Weber Macena, Boa Vista do Buricá- [email protected]

Compartilhe:

ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
WhatsApp Image 2022-07-15 at 09.14.17
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
BANNERSANTAINESNOVO
mart
SICOOB-PlanoSafrafeed1080x1080

MAIS LIDAS

SELLNET-300x158
zanella
farmsantinesnova
Roque_2021-300x266-1-seo