Servidora do Poder Judiciário é encontrada morta dentro de apartamento em SC

Indira namorava o suspeito há quatro meses (Foto: Divulgação)
ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
brigada-300x267
infe_ok-300x266
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
Site_392x442

Uma mulher de 35 anos foi encontrada morta na noite do sábado, dia 8, no apartamento em que residia, no bairro Fazenda, em Itajaí (SC). A vítima foi identificada como Indira Mihara Felski Krieger, servidora do Poder Judiciário no município. O principal suspeito de cometer o crime é o namorado e Indira, de 28 anos.

Indira havia marcado um encontro com a irmã no sábado, mas não apareceu. A família ficou preocupada e passou a ligar para o celular da mulher, mas o namorado atendia as ligações e sempre dava uma desculpa sobre ela não poder atender.

Receba as notícias do Site OBSERVADOR REGIONAL no seu celular: CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo de WhatsApp

Crime

Parentes foram até o prédio onde a jovem morava, viram através das câmeras de monitoramento que ela não havia deixado o local. A porta foi arrombada e a mulher foi encontrada deitada na cama, já em óbito, no sábado por volta das 22 horas. O laudo preliminar indica que a morte foi por asfixia.

O namorado deixou o apartamento no início da madrugada de sábado levando o carro de Indira, um Ford Ka, que foi encontrado abandonado em motel, na tarde deste domingo, dia 9, em Balneário Camboriú. O telefone de Indira, que também havia sido levado pelo namorado, foi encontrado em outro motel da região.

A Polícia Militar chegou ir até a casa dos pais do suspeito, mas eles não souberam informar o paradeiro do filho.

 

Prisão

O suspeito do crime, Leonardo Trainotti, teve sua prisão decretada a pedido da Polícia Civil e se apresentou na madrugada desta segunda-feira, dia 10, na Central de Plantão Policial de Balneário Camboriú. O homem já possuía histórico de violência doméstica e passagem pelo sistema prisional. Ele foi interrogado na tarde desta segunda-feira e se reservou ao direito de permanecer em silêncio.

Segundo informações da família, Indira namorava o suspeito há quatro meses. O crime está deve ser investigado pela Polícia Civil de Itajaí e Balneário Camboriú, juntamente com a Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE/PCSC) e o Núcleo de Inteligência e Segurança Institucional do Tribunal de Justiça.

Leonardo Trainotti se entregou a Polícia Civil na madrugada desta segunda-feira (Foto: Divulgação)
Receba as notícias do Site OBSERVADOR REGIONAL no seu celular: CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo de WhatsApp
Fonte: Oeste Mais

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
brigada-300x267
infe_ok-300x266
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
Site_392x442
PartiuSicoob_BannerSite_300x266px

MAIS LIDAS

SELLNET-300x158
graficaomegaok
zanella
farmsantinesnova