Sexta-feira de calor intenso antecede chuva forte no RS

Em Porto Alegre, temperatura pode chegar aos 30ºC | Foto: MetSul Meteorologia
ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
WhatsApp Image 2022-07-15 at 09.14.17
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
BANNERSANTAINESNOVO
mart
SICOOB - Plano Safra (feed 1080x1080)

O sol brilha entre nuvens sobre todo o Rio Grande do Sul nesta sexta-feira, 14. Em Porto Alegre, o dia será quente e parcialmente nublado. A temperatura pode chegar aos 30ºC.

O dia quente e seco precede uma sequência de dias de chuva. No fim da sexta, já pode chover no extremo Sul do Estado. A chuva permanece sobre o território gaúcho ao longo da próxima semana, o que traz preocupação em relação ao risco de cheias dos rios.

No sábado, o sol aparece com nuvens em partes do território gaúcho, mas chove desde cedo no Sul. Até o fim do dia, a chuva chega a várias regiões, mas com baixos volumes, no geral. No domingo, a chuva é ampla e será forte em vários pontos do Centro para o Norte gaúcho com marcas de 50 mm a 100 mm, que podem ser ainda maiores em pontos isolados.

De acordo com a MetSul, há risco de alagamentos. No entanto, a maior preocupação está voltada à persistência da chuva na próxima semana, que se somará à chuva de domingo, tendo impacto nos rios.

Receba as notícias do Site OBSERVADOR REGIONAL no seu celular: CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo de WhatsApp

Próxima semana será chuvosa

O cenário da próxima semana prevê volumes de chuva que podem atingir de 100 mm a 250 mm em vários pontos do estado. Os níveis dos rios subirão e alguns podem atingir cotas de inundação.

A partir do indicado pelos modelos de chuva, rios como Uruguai, Taquari, Caí, Sinos, Gravataí e Camaquã exigem atenção, mas a MetSul insiste que, em ocorrendo cheias, elas não devem ser tão graves como as de maio. Além disso, a já seriamente afetada infraestrutura pode ter queda de barreiras em rodovias e na Serra ainda há o risco de deslizamentos.

A MetSul alerta que a chegada de frente fria no sábado vai dar início a um período de instabilidade com volumes elevados de chuva. Uma vez que o Rio Grande do Sul ainda enfrenta os efeitos do grande desastre, a chuva traz preocupação com muito lixo e entulhos nas ruas, redes de esgotos comprometidas e rios assoreados.

O cenário guarda semelhança com o do fim de abril e o começo de maio, pois o bloqueio atmosférico associado ao ar seco e quente no Centro do Brasil mantém a chuva sobre o RS por alguns dias.

Mas a semelhança para por aí. Apesar da previsão de volumes altos, deve chover muito menos que na virada de abril para maio.

Por isso, a MetSul adverte que não se trata de uma repetição daqueles dias de meio de outono. A chuva volta após uma primeira metade de junho de precipitação abaixo da média, o que permitiu que os rios baixassem, embora o Guaíba e a Lagoa dos Patos sigam acima do normal.

Receba as notícias do Site OBSERVADOR REGIONAL no seu celular: CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo de WhatsApp

Fonte: Correio do Povo

Compartilhe:

ABC_OK-300x266
viatec-300x266
Benhur_BannerSite-300x266
WhatsApp Image 2022-07-15 at 09.14.17
lojaswagner_ok-300x266
Roque_2021-300x266
sicredi_ok-300x266
BANNERSANTAINESNOVO
mart
SICOOB - Plano Safra (feed 1080x1080)

MAIS LIDAS

SELLNET-300x158
zanella
farmsantinesnova
Roque_2021-300x266-1-seo