TSE inclui em normas eleitorais medidas sanitárias contra a covid-19

© Fábio Pozzebom/Agência Brasil O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou hoje (1º) a inclusão nas normas eleitorais das medidas previstas no Plano de Segurança Sanitária para as eleições municipais de novembro. Com a formalidade, passam a ser obrigatórias as medidas de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus durante a votação, conforme previstas no plano de segurança, que já havia sido anunciado no início de setembro. Entre outras medidas, os eleitores só poderão entrar nos locais de votação se estiverem usando máscaras faciais e deverão higienizar as mãos com álcool em gel antes e depois de votar. Também foi oficializado a expansão do horário de votação, que começará as 7h, conforme já anunciado anteriormente pelo TSE, e o treinamento remoto dos mesários. As novas regras preveem ainda a transferência temporária de eleitor para permitir melhor distribuição entre os locais de votação e diretrizes complementares do comitê de monitoramento das eleições. Foi regulamentada também a justificação de ausência às urnas por meio do aplicativo e-título. ebc TÓPICOS RELACIONADOS: UP NEXTSanta Rosa registra 40ºC nessa quinta-feira NÃO PERCAAnvisa começa a análise do primeiro pedido de registro de uma vacina contra a Covid-19 no BrasilVOCÊ PODE GOSTARCLIQUE PARA COMENTAR DESTAQUEAlice Bastos Neves apresenta o Globo Esporte sem peruca e estreia série especial sobre câncer de mamaReporter GlobalPublicado 9 horas atrás em outubro 1, 2020Por Reporter Global Jornalista em fase final de tratamento para a doença divide experiências pessoais e reforça alerta para importância da prevenção A apresentadora do Globo Esporte no Rio Grande do Sul Alice Bastos Neves decidiu tirar a peruca para apresentar o programa a partir deste 1º de outubro, mês marcado pela campanha de conscientização e prevenção ao câncer de mama. Diagnosticada com a doença no início do ano, a jornalista está em fase final de tratamento e vai dividir sua jornada com o público através de uma série especial de reportagens ao longo do mês, batizada de “Vitórias”. As reportagens vão retratar mulheres que encontraram no esporte alguns exemplos e ajuda para encarar o tratamento para o câncer de mama com coragem e esperança, além de compartilhar as experiências da própria jornalista. Em fevereiro deste ano, Alice dividiu com o público do Globo Esporte que havia passado por uma cirurgia para a retirada de um tumor e que precisaria se ausentar de algumas edições do programa para continuar o tratamento. Foram poucas. Durante todo o período, os cabelos caíram, voltaram a crescer, e ela continuou trabalhando. Ao colocar o assunto novamente em pauta, espera que possa ajudar mais mulheres a encarar o tratamento de forma positiva e realizar exames preventivos, como ela mesmo conta abaixo. Confira o depoimento de Alice Bastos Neves: “Decidi dividir meu diagnóstico de câncer de mama com o público no Globo Esporte, lá no início do ano, porque achei que seria justo com quem gosta de mim e do meu trabalho. E também porque preferi continuar trabalhando durante o tratamento e queria que as pessoas soubessem o que estava acontecendo, tanto nas mudanças físicas, quanto em alguma eventual ausência ou abatimento. Durante toda a quimioterapia recebi um enorme apoio de todos os lados. Foram muitas mensagens lindas, carinho, orações, e sou muito grata por essa onda de amor que chegou até mim. Agora estou terminando as radioterapias, que são o fim da parte principal do tratamento. Casualmente, essa etapa coincidiu com o Outubro Rosa, o mês dedicado à conscientização da prevenção ao câncer de mama. Por ter esse vivência pessoal recente, e por ser bem ligada à causa há alguns anos, achei que era essencial falar sobre isso também no Globo Esporte. Por isso, durante todo o mês vamos apresentar a série “Vitórias”, na qual converso com mulheres que passaram pelo diagnóstico e tratamento e usaram o esporte como ferramenta para encarar melhor essa etapa tão difícil. Tanto no programa da TV, quanto nas redes sociais, mesmo que não pretenda ser uma referência nesse assunto, entendi que dividir a minha experiência era importante para muita gente. Tanto mulheres que viveram, ou estão vivendo esse momento, o mesmo diagnóstico, quanto seus amigos e familiares. A decisão por passar a apresentar o programa sem a peruca passa por todas as trocas que tive nesse processo. Foi um pedido de muita gente nas redes sociais, inclusive. Acredito que, quando me coloco na TV assim, posso incentivar outras mulheres a se sentirem mais confiantes consigo mesmas e mais fortes para encarar o tratamento e chegar à cura. Além disso, me ver ali com os cabelinhos recém-começando a crescer talvez faça muitas mulheres lembrarem da prevenção tão necessária sempre. Se toquem, façam exames de rotina, e sejam felizes! Um ótimo Outubro Rosa para nós!” Ge [mailpoet_form id="1"]CONTINUE LENDOCLIMA/TEMPOSanta Rosa registra 40ºC nessa quinta-feiraPável BaukenPublicado 14 horas atrás em outubro 1, 2020Por Pável Bauken O calor chegou com força em Santa Rosa, por volta das 15h da tarde dessa quinta-feira (01/10), a estação meteorológica localizada na baixada do bairro Planalto registrou a temperatura de 40ºC a mínima registrada durante o dia foi de 19ºC às 5h. Segundo as previsões o calor deve seguir até a próxima semana. [mailpoet_form id="1"]CONTINUE LENDODESTAQUEAnvisa começa a análise do primeiro pedido de registro de uma vacina contra a Covid-19 no Brasil Pedido foi protocolado pela empresa Astrazeneca, que está desenvolvendo uma vacina em parceria com a Universidade de Oxford. Na terça-feira (29), a agência reguladora havia publicado uma nota técnica que reduziu a documentação inicial e simplificou o registro dos imunizantes contra o coronavírus. Pável BaukenPublicado 15 horas atrás em outubro 1, 2020Por Pável Bauken A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou nesta quinta-feira (1º) que vai começar a primeira revisão para o registro de uma vacina contra Covid-19. A análise será feita nos moldes de um novo processo que havia sido autorizado na terça-feira (29), uma medida que reduziu a exigência da documentação inicial e simplificou o processo para os imunizantes contra o coronavírus. Dois dias após a flexibilização, este primeiro pedido foi protocolado pela Astrazeneca. A farmacêutica está desenvolvendo uma vacina em parceria com a Universidade de Oxford, que deverá ser produzida no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Esse é o passo inicial para que se autorize a aplicação de uma vacina no país – caso ela seja aprovada em todos testes clínicos, que ainda estão em andamento. Inicia-se, portanto, a análise dos técnicos da Anvisa sobre os primeiros resultados dos testes, ainda dos estudos pré-clínicos, que não envolveram seres humanos. A ideia é agilizar o registro da vacina, caso ela apresente resultados positivos de segurança e eficácia. Pausa temporária Em 8 de setembro, os testes da fase 3 da vacina da AstraZeneca e da Universidade de Oxford precisaram ser interrompidos temporariamente. Uma voluntária apresentou reações adversas, mas os estudos foram retomados quatro dias depois, no dia 12. A continuidade das pesquisas foi liberada após confirmação da Autoridade Reguladora da Saúde de Medicamentos (MHRA) de que era seguro continuar com as pesquisas. Compra de 30 milhões de doses A vacina britânica é tida como uma das principais apostas para a imunização contra o Covid-19 no Brasil. O governo brasileiro, por meio do Ministério da Saúde e da Fiocruz, assinou um memorando de entendimento com a AstraZeneca que prevê a compra de 30 milhões de doses, com entrega em dezembro deste ano e janeiro do ano que vem. Há, ainda, a possibilidade de aquisição de mais 70 milhões se a vacina tiver eficácia e segurança comprovadas. Além disso, o acordo inicial prevê a transferência da tecnologia desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório AstraZeneca para produção local na Fiocruz, com previsão de início, de acordo com o ministério, ainda no primeiro semestre de 2021. G1 [mailpoet_form id="1"]CONTINUE LENDO
Brigada Militar
Advogado Benhur Aurélio Formentini Nunes
ABC NOVO
SICREDI NOVO
WAGNER NOVO
INFE NOVO

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou hoje (1º) a inclusão nas normas eleitorais das medidas previstas no Plano de Segurança Sanitária para as eleições municipais de novembro.

Com a formalidade, passam a ser obrigatórias as medidas de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus durante a votação, conforme previstas no plano de segurança, que já havia sido anunciado no início de setembro.

Entre outras medidas, os eleitores só poderão entrar nos locais de votação se estiverem usando máscaras faciais e deverão higienizar as mãos com álcool em gel antes e depois de votar.

Também foi oficializado a expansão do horário de votação, que começará as 7h, conforme já anunciado anteriormente pelo TSE, e o treinamento remoto dos mesários.

As novas regras preveem ainda a transferência temporária de eleitor para permitir melhor distribuição entre os locais de votação e diretrizes complementares do comitê de monitoramento das eleições. Foi regulamentada também a justificação de ausência às urnas por meio do aplicativo e-título.

Fonte: Portal Plural -Por Pável Bauken

Sellnet Telecom
Gráfica Ômega
Zanella
Farmácia Santa Inês
Brigada Militar
Advogado Benhur Aurélio Formentini Nunes
ABC NOVO
SICREDI NOVO
WAGNER NOVO
INFE NOVO
Sellnet Telecom
Gráfica Ômega
Zanella
Farmácia Santa Inês

Mais acessadas

Mais notícias

7° BPM prende homem por contrabando de cigarros em Crissiumal
Na quarta-feira (21/10), às 19h20 policiais militares do 7° BPM...
7° BPM apreende droga arremessada para interior do Presídio Estadual de Três Passos
Na quarta-feira (21/10), às 15h05, policiais militares apreenderam 105 porções...
Depois de cinco dias de buscas médica sequestrada em Erechim é resgatada pela polícia no Paraná
O drama da família da médica ginecologista Tamires Gemelli da...
Redemoinho danifica telhado de Hospital em Ronda Alta
No início da tarde desta quarta-feira, dia 21, um redemoinho registrado...
MetSul alerta para estiagem severa no Rio Grande do Sul
Segundo dados da MetSul, o fenômeno La Niña atua desde...