UTI do hospital de Frederico Westphalen pode ser fechada por falta de recursos

Hospital Divina Providência, em Frederico Westphalen (Foto: Arquivo)

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital Divina Providência, de Frederico Westphalen, tem seu futuro incerto. Pouco mais de um ano depois de ter sido aberta, a UTI pode ser fechada “dentro de semanas”.

O “sinal de emergência” foi emitido pelo presidente do hospital, Jaime Vitalli. Para a reportagem do Jornal O Alto Uruguai, o administrador afirmou que o balanço financeiro garante o funcionamento da UTI por um “curto espaço de tempo”. Segundo Vitalli, o local esteve na iminência de ser paralisado ainda em abril, quando faltou dinheiro para o pagamento dos profissionais que atuam na unidade.

Inaugurada em janeiro de 2020, a UTI do HDP só passou a receber recursos do Sistema Único de Saúde (SUS) em janeiro deste ano, quando completou um ano de funcionamento e se tornou apta a ser alimentada por esses repasses. Nesse período, a Prefeitura de Frederico Westphalen fez repasses para contribuir na manutenção do bloco, mas o balanço financeiro já era negativo.

A partir de janeiro, com os repasses do SUS, a Prefeitura de FW parou de fazer destinações – situação que havia sido acordada entre as partes, no início do ano passado. No entanto, os R$ 93 mil que o SUS mensalmente envia para a manutenção da UTI se mostram insuficientes diante do agravamento da pandemia. Nos dois primeiros meses desse ano, as despesas ultrapassaram em 550% o valor do repasse. O resultado disso é a possibilidade real da UTI interromper parte ou todas as atividades nos próximos dias.

Em março, mês no qual a UTI foi destinada integralmente para casos de Covid-19, os custos atingiram patamares ainda mais elevados. Segundo a direção da casa de saúde, o pagamento de fornecedores foi postergado, mas a capacidade de renegociação junto a eles se esgotou.

O ponto central da dificuldade financeira em manter a UTI funcionando é a regularidade dos repasses. Nas últimas semanas, o HDP recebeu recursos adicionais, enviados pela Câmara de Vereadores de FW, Governo do Estado, Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça, Ministério Público, Defensoria Pública e Tribunal de Contas. Somados, os valores doados resultam em cerca de R$ 640 mil. O valor foi esgotado no dia 30 de abril, com a conclusão de pagamentos de funcionários.

Dos 401 atendimentos feitos pela UTI desde a abertura, o HDP estima uma taxa de 63% de sobrevida dos pacientes atendidos. Segundo a direção, mais de 50% do total de atendidos é de Frederico Westphalen.

Receba as notícias do Site OBSERVADOR REGIONAL no seu celular: CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo de WhatsApp

Fonte: Com informações do Jornal O Alto Uruguai
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
Slider

MAIS LIDAS

Slider

VÍDEOS

Mais notícias

Colisão frontal deixa seis feridos em Carazinho
Uma colisão entre dois carros deixou seis feridos na...
Homem é socorrido com queimaduras graves e sinais de espancamento em Passo Fundo
Na manhã desta segunda-feira (17), um homem foi socorrido...
HCC de Carazinho suspende cirurgias e declara colapso
O Hospital de Caridade de Carazinho publicou neste domingo (16)...
Brigada Militar prende dupla por tráfico de drogas em Palmitinho
Na madrugada desta segunda-feira (17/5), policiais militares do 37º...
Identificado homem que levou mais de 10 tiros em Passo Fundo
A Polícia Civil confirmou a identidade do homem que...