Correios: Há quase oito milhões de correspondências pendentes no Rio Grande do Sul

Slider

Uma em quatro cartas atrasadas foi entregue pelos Correios no Rio Grande do Sul. Em 18 dias, o estoque de 10.691.123 correspondências simples e registradas caiu 25,68%. Dados atualizados apontam que são 7.945.001 entregas em atraso. Isso significa que o estoque diminuiu em 2.746.122 correspondências.

São 7.675.811 chamadas de objetos simples ainda pendentes, ou seja, faturas de empresas de telefonia, internet e planos de saúde, por exemplo, que não têm comprovante para o remetente controlar se a carta foi recebida. E 269.190 cargas registradas, que são correspondências como produtos comprados pela internet, intimações pelo Judiciário por meio de Aviso de Recebimento (AR) e cartões bancários, de lojas e de planos de saúde, por exemplo.

A redução do estoque de correspondências atrasadas é resultado de uma espécie de força-tarefa para tentar colocar o trabalho em dia. Foram contratados 370 carteiros terceirizados, feita realocação de funcionários para unidades e setores mais atrasados e ampliação do pagamento de horas extras.

Correspondências em atraso no Estado:

Dia 5 de agosto:

– Carga simples em atraso: 10.396.969;

– Carga registrada em atraso: 294.154;

– Total: 10.691.123;

Dia 23 de agosto:

– Carga simples em atraso: 7.675.811 (queda de 26.17%);

– Carga registrada em atraso: 269.190 (queda de 8.48%);

– Total: 7.945.001 (queda de 25.68%);

Fonte: Gaúcha ZH

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
Slider

MAIS LIDAS

Slider