RS espera receber até 700 mil doses de vacinas contra o coronavírus nos próximos dias

A esperança sobre a chegada de vacinas contra o coronavírus aumentou após a consolidação da produção do imunizante no Instituto Butantan, em São Paulo. À coluna, o governador Eduardo Leite (PSDB) confirmou nesta quarta-feira (24) perspectiva para uma remessa de até 700 mil, podendo chegar a 800 mil doses, entre o final de março e início de abril.

Isso seria possível, segundo o governador e a secretária de Saúde, Arita Bergmann, a partir da projeção feita pelo Butantan de entrega de 10,8 milhões de doses da Coronavac nos próximos dias — neste caso, é importante ressaltar que a quantidade é dividida pelo Ministério da Saúde entre todos os Estados.

De Brasília, o titular da Secretaria de Vigilância em Saúde, Arnaldo Correia, confirmou à secretária Arita Bergmann que entre hoje (quarta) e amanhã novas doses serão enviadas aos Estados.

Soma-se a esse volume a previsão de entrega de outros dois milhões de doses da vacina de Oxford que seriam produzidos pela Fiocruz, em solo brasileiro. E ainda haveria o envio das doses adquiridas a partir do consórcio Covax Facility, celebradas no fim de semana pelo governo federal.

Esses números se referem a distribuição de doses em nível nacional. E como é possível calcular quanto virá para o Rio Grande do Sul? Normalmente, cabe ao Estado um percentual em torno de 6% do volume que o país dispõe. Nesse sentido, calculou a secretária Arita, seriam remetidas entre 700 mil e 800 mil doses para a imunização dos gaúchos.

Leite, que não participa da reunião de hoje entre Bolsonaro e alguns governadores, ressaltou à coluna, contudo, cautela quanto às previsões, em especial por conta de projeções que foram reduzidas pelo Ministério da Saúde em mais de uma oportunidade. Vale lembrar que nesta terça-feira (23) a pasta divulgou novo cronograma de entrega de doses com redução de 10 milhões no total de imunizantes previstos para o mês de abril.

Ontem, em pronunciamento nacional em rádio e televisão, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que 2021 será “o ano da vacinação” no Brasil.

Receba as notícias do Site OBSERVADOR REGIONAL no seu celular: CLIQUE AQUIe faça parte do nosso grupo de WhatsApp

Fonte: GZH

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

MAIS LIDAS

VÍDEOS

Mais notícias

Polícia Federal investiga mais de R$ 2 bilhões em supostos desvios da covid-19
Após cerca de um ano desde o início da...
(Confira Vídeo) Dupla invade e furta itens de empresa no centro de Frederico Westphalen
Dois indivíduos invadiram e furtaram uma empresa na madrugada...
RS tem 405 municípios infestados pelo Aedes aegypti, que transmite dengue, zika e febre chikungunya
Dos 497 municípios do Estado do Rio Grande do...
Brigada Militar apreende mercadoria por descaminho em Horizontina
Na tarde de terça-feira (20) Policiais Militares do 4º...
Indígenas detidos em uma cadeia na reserva indígena em Ronda Alta morrem carbonizados
Por volta das 1:00h da madrugada desta quarta-feira, dia...